Outras Notícias

Almada

  • Dia Mundial de Solidariedade com a Venezuela - Almada

    O Dia Mundial de Solidariedade com a Venezuela foi assinalado em Portugal, no dia 19, com uma sessão pública realizada pelo CPPC no Fórum Municipal Romeu Correia, em Almada. Os presentes, em nome próprio ou representando as suas organizações e instituições, escutaram as intervenções do Ex.mo Senhor Embaixador da República Bolivariana da Venezuela, Lucas Rincón, do membro do Conselho Nacional da CGTP-IN, João Barreiros, e dos representantes do CPPC Gustavo Carneiro e Luís Carapinha.

    Na sessão foram reveladas as verdadeiras razões que estão por detrás da declaração, pelos EUA, da Venezuela como uma «ameaça inusual e extraordinária» à sua segurança e política externa: as imensas riquezas naturais que possui, a orientação progressista da política do governo nos últimos 18 anos e o rumo soberano que trilha desde a primeira vitória eleitoral de Hugo Chávez, em 1998. Nas várias intervenções foram valorizadas as grandes conquistas sociais alcançadas pelo povo venezuelano nos últimos anos, na educação, na saúde, na habitação e na redução das desigualdades e denunciada a ingerência, as ameaças e a sabotagem económica perpetrada contra o país.

    Vincada foi, uma vez mais, a solidariedade do CPPC e do movimento da paz português com o povo venezuelano e com o rumo de progresso, justiça social e paz que há muito vêm trilhando. A defesa da soberania dos estados é um princípio norteador da actividade do CPPC, mas é mais do que isso: é um desígnio constitucional e um eixo central da Carta das Nações Unidas, que rege as relações entre países.

  • Em Almada exigiu-se o desarmamento nuclear

  • Em Almada exigiu-se o desarmamento nuclear

    O Jardim do Rio, em Almada, acolheu no domingo, 6 de Agosto, uma acção evocativa dos bombardeamentos nucleares dos EUA contra Hiroxima e Nagasáqui, promovida pelo Movimento Municípios pela Paz, a Câmara Municipal de Almada e o CPPC. Para além das intervenções dos presidentes das câmaras municipais de Almada e do Seixal (coordenador do movimento) e da direcção nacional do CPPC, a iniciativa constou de diversas actividades para crianças e jovens, desde oficinas lúdico-pedagógicas e de arte urbana a insufláveis, e da inauguração de um mural realizado pelo Colectivo Aleutas. Das intervenções dos três presidentes sobressaiu a determinação e prosseguir e alargar a acção pela paz e o desarmamento e de ampliar o Movimento dos Municípios pela Paz com novas adesões. A próxima iniciativa do movimento realiza-se em Silves no dia 21 de Setembro.

  • "A Luta pela Paz com os Valores de Abril"

    "A Luta pela Paz com os Valores de Abril"

    Com Baptista Alves Vice-presidente da Direcção Nacional do CPPC.

    Debate, Sábado dia 3 de Maio pelas 15h no Museu da Cidade em Almada. (Pr. João Raimundo - Cova da Piedade).

    Promovido pelo Núcleo de Almada do CPPC.

     

  • Almada pela Paz

    No Fórum Romeu Correia, em Almada, iniciou-se o ciclo " Almada pela Paz", com uma exposição sobre a Segunda Guerra Mundial e a luta pela Paz, produzida pela Câmara de Almada em colaboração com o Conselho Português para a Paz e Cooperação, e uma exposição sobre a Palestina da artista plástica Joana Villaverde.

    Este ciclo pela Paz terá um programa diversificado até ao final do ano.

    Na sua abertura, que contou também com trabalhos de crianças sobre a Paz, participou e interveio a presidente da direcção do CPPC, Ilda Figueiredo, o presidente da CM de Almada, Joaquim Judas, e a artista plástica Joana Villaverde.

  • Almada pela Paz: Homenagem às vítimas da Marcha pela Paz na Turquia

  • Apresentação do livro "Décadas de Luta pela Paz" - Almada

  • CPPC celebra em Almada o Dia Internacional da Paz

    O CPPC assinalou o Dia Internacional da Paz em Almada, numa sessão promovida em parceria com a Câmara Municipal e o movimento associativo popular, representado pela Associação das Colectividades do Concelho de Almada e pela Confederação Portuguesa das Colectividades de Cultura, Recreio e Desporto. Do protocolo assinado entre o CPPC e a confederação, distribuído aos presentes, faz parte precisamente a comemoração desta data em iniciativas descentralizadas envolvendo o movimento associativo.
    Na mesa da sessão, realizada na sede da Associação das Colectividades local, estiveram os representantes das organizações promotoras: Jorge Rocha, pela associação anfitriã; Augusto Flor, presidente da confederação; Alain Pereira, chefe de gabinete do presidente do município; e Gustavo Carneiro, da direcção do CPPC.
    Cada um à sua maneira, os vários oradores referiram-se à necessária construção da paz, seja a partir do empenho numa associação ou colectividade, seja através da acção política ao serviço das populações e com a sua participação, seja ainda, como frisou o dirigente do CPPC, dando mais força ao movimento da paz e àquelas que são as suas causas e os seus valores: o desarmamento, a solução pacífica dos conflitos, a não ingerência nos assuntos internos dos estados, o respeito pela soberania.
    Para além das intervenções, a sessão ficou marcada por uma emotiva componente cultural, da qual constou um momento de poesia pela voz do actor António Olaio, e da música das Cantadeiras da Essência Alentejana, da cantora Sandra Costa e dos músicos João Vieira, José Carita e Rui Freire e ainda de dois elementos da Associação da Gaita de Foles, que fecharam a sessão com chave de ouro, com uma original interpretação da Grândola, Vila Morena.

  • CPPC e Câmara Municipal de Almada homenageiam vítimas na Turquia e apelam ao reforço da luta pela paz

    O CPPC e a Câmara Municipal de Almada homenagearam, no sábado, 17, as vítimas do atentado que, dias antes, vitimou dezenas de pessoas em Ancara, na Turquia, que participavam numa marcha pela paz. A homenagem teve lugar no Fórum Municipal Romeu Correia, onde está patente a exposição «Almada pela Paz», resultante da parceria existente entre ambas as estruturas e que até final do ano dará o mote à realização de diversas iniciativas sobre a paz.

    A sessão, apresentada por Fernando Fitas (que declamou diversos poemas relativos à paz e à guerra), contou com a presença solidária de um conjunto de artistas almadenses - De la Karta/Geração Kool, Manuel Loureiro, Nelson Paiva, Grupo Coral e Etnográfico «Amigos do Alentejo» e Sandra Costa e João Vieira - e ainda da classe de ginástica rítmica do Vitória Clube Quintinhas.

    Na sessão intervieram o membro da Direcção Nacional do CPPC Gustavo Carneiro e o presidente da Câmara Municipal de Almada Joaquim Judas, que sublinhou a importância de, hoje, defender a paz, questão essencial para construir um futuro de progresso, justiça social e soberania. O dirigente do CPPC inseriu o atentado de Ancara no processo de desestabilização do Médio Oriente, do qual o governo turco é um dos principais promotores, denunciou o carácter agressivo dos exercícios da NATO que por estes dias ocorrem no nosso País, envolvendo forças militares portuguesas e apelou à participação no desfile de sábado, 24, em Lisboa. A Constituição da República, lembrou, consagra a «dissolução dos blocos político-militares».

    A homenagem terminou com uma largada de balões brancos, onde estava impressa a célebre pomba pintada por Pablo Picasso para o movimento da Paz e inscrita a frase «Almada pela Paz».

     

  • Debate em Almada: Pela Paz, pela Segurança, pelo futuro da Humanidade!

    Debate em Almada leva mais longe a campanha pela adesão de Portugal ao Tratado de Proibição de Armas Nucleares

    A campanha do CPPC pela adesão de Portugal ao Tratado de Proibição de Armas Nucleares teve expressão pública no dia 1 de Novembro, num debate realizado em Almada, antecedido de uma recolha pública de assinaturas para a petição, que resultou em largas dezenas de subscrições. Realizada num bar de uma concorrida zona da cidade, a sessão contou com as intervenções iniciais de Gustavo Carneiro, da direcção do CPPC, e Cláudia Dias, bailarina e coreógrafa almadense.

  • Debate: Pela Paz, pela Segurança, pelo futuro da Humanidade!

  • Inauguração da exposição "Construir a Paz com os valores de Abril" - Almada

    O CPPC convida todos os amigos e amigas a estarem presentes na inauguração, em Almada, da exposição Construir a Paz com os valores de Abril, que terá lugar no dia 11 de Julho, às 17h na sala Pablo Neruda do Fórum Municipal Romeu Correia.

     

  • Inauguração da exposição "Construir a Paz com os valores de Abril" em Almada

    A inauguração, em Almada, da exposição “Construir a Paz com os Valores de Abril”, contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal, Joaquim Judas, de Ilda Figueiredo presidente da Direcção Nacional do CPPC, de membros do núcleo local do CPPC e outros.

    Elaborada pelo CPPC e produzida com o apoio das Câmaras Municipais de Almada e do Seixal a exposição inaugurada no passado dia 11 de Julho, pode ser visitada na Sala Pablo Neruda do Fórum Municipal Romeu Correia até o final deste mês, passando, em seguida, pelas bibliotecas municipais de Almada.

     

  • Intervenção de Ilda Figueiredo no Seminário "A ATUALIDADE DA LUTA PELA PAZ"

     

    Intervenção de Ilda Figueiredo, presidente da Direcção Nacional do Conselho Português para a Paz e Cooperação, no Seminário "A ATUALIDADE DA LUTA PELA PAZ" realizado a 19 de março de 2016, em Almada.

    "Senhor Presidente da Câmara Municipal de Almada
    Senhora Presidente do CMP
    Estimadas Amigas
    Estimados Amigos

    Em nome do Conselho Português para a Paz e Cooperação, uma saudação muito especial a todas e todos os presentes, e de um modo particular aos companheiros de organizações estrangeiras que estão a participar na reunião da região Europa que o CPPC acolhe como coordenador do CMP para esta região, a presidente do CMP, companheira Socorro Gomes, e o Secretário Executivo Iraklis Tsadivaris. Estão presentes companheiros de movimentos da Paz da Irlanda, França, Alemanha, Chipre, Grécia, Finlândia, Turquia, Bélgica, República Checa e Brasil, além, claro, do CPPC.
    Agradecemos muito à Câmara Municipal de Almada, com quem temos um protocolo de colaboração, ao Senhor Presidente Dr. Joaquim Judas e a todos os técnicos e trabalhadores da autarquia que nos apoiam nestas importantes iniciativas do movimento da Paz.

  • Intervenção de Socorro Gomes no Seminário "A ATUALIDADE DA LUTA PELA PAZ"

    Intervenção de Socorro Gomes, presidente do Conselho Mundial da Paz e do Centro Brasileiro de Solidariedade com os Povos e Luta pela Paz, no Seminário "A ATUALIDADE DA LUTA PELA PAZ" realizado a 19 de março de 2016, em Almada.

    "Estimados amigos,
    Estimado presidente da Câmara Municipal de Almada, Sr. Joaquim Estêvão Miguel Judas:

    É com muito prazer que saúdo os amigos do Conselho Português pela Paz e Cooperação (CPPC) pela realização deste seminário, em colaboração com a Câmara Municipal de Almada, no contexto da reunião da Região Europa do Conselho Mundial da Paz.

    A abertura deste espaço de avaliação da atual conjuntura internacional e da nossa luta determinada pela paz é fundamental para o nosso fortalecimento e para a maior participação da população, que se engaja cada vez mais na justa causa pela humanidade.

  • Livro «Décadas de Luta pela Paz» apresentado em Almada

    O CPPC apresentou no dia 18, nas instalações do Teatro Municipal Joaquim Benite, em Almada, o livro Décadas de Luta pela Paz.

    Abordando o conteúdo da obra, Gustavo Carneiro, da Direcção Nacional do CPPC, sublinhou a actualidade de muitos dos assuntos nela abordados, como a necessária exigência de desmantelamento de todos os arsenais nucleares, a dissolução da NATO, o fim das bases militares estrangeiras e as origens de muitos conflitos que ainda hoje persistem, como no Médio Oriente ou na Península da Coreia.

  • Por um mundo sem armas nucleares

    6 de agosto – 15h – Jardim do Rio (Cais do Ginjal) - Almada

    Por um mundo sem armas nucleares

    Durante a tarde de 6 de Agosto, no Jardim do Rio (junto ao Cais do Ginjal), Almada acolhe um conjunto de iniciativas promovidas pelo Movimento Municípios pela Paz (MMPP), em parceria com o Conselho Português para a Paz e Cooperação.

    Será inaugurado um mural alusivo à paz, assinado pelo Colectivo Aleutas, numa cerimónia que conta com a intervenção dos presidentes das Câmaras Municipais de Almada e do Seixal (esta última coordenadora do MMPP) e da presidente da Direcção Nacional do CPPC.

    A partir das 15h as famílias vão poder participar em pinturas, oficinas de arte urbana, entre outras actividades gratuitas, que pretendem envolver-nos a todos no objectivo internacional de construir um mundo de paz.

    Este dia tem como objectivo assinalar os 72 anos sobre o bombardeamento de Hiroxima (Japão), alertar para a dimensão dos actuais arsenais nucleares, para os riscos que os mesmos representam e para a necessidade do seu desmantelamento, como única forma de garantir solidamente a paz e a segurança no planeta.

  • Por um mundo sem armas nucleares

    6 de agosto – 15h – Jardim do Rio (Cais do Ginjal) - Almada

    Por um mundo sem armas nucleares

    Durante a tarde de 6 de Agosto, no Jardim do Rio (junto ao Cais do Ginjal), Almada acolhe um conjunto de iniciativas promovidas pelo Movimento Municípios pela Paz (MMPP), em parceria com o Conselho Português para a Paz e Cooperação.

    Será inaugurado um mural alusivo à paz, assinado pelo Colectivo Aleutas, numa cerimónia que conta com a intervenção dos presidentes das Câmaras Municipais de Almada e do Seixal (esta última coordenadora do MMPP) e da presidente da Direcção Nacional do CPPC.

  • Seminário Internacional "A actualidade da Luta pela Paz"

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação e a Câmara Municipal de Almada realizaram, no passado dia 19 de Março um Seminário Internacional sob o lema "A Actualidade da Luta pela Paz".

    A mesa do seminário, contou com a participação do Presidente da Câmara de Almada Joaquim Judas, da presidente do Conselho Mundial da Paz, Socorro Gomes, da Presidente da Direcção Nacional do CPPC Ilda Figueiredo e do moderador, Abílio Fernandes, da Presidência do CPPC.

  • Seminário Internacional de Solidariedade com o Povo Palestino

    No âmbito da comemoração do Ano Internacional de Solidariedade com o Povo Palestino decretado pela Organização das Nações Unidas (ONU), a Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses - Intersindical Nacional (CGTP-IN), o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) e o Movimento pelos Direitos do Povo Palestino e pela Paz no Médio Oriente (MPPM) organizaram, com o apoio da Câmara Municipal de Almada e da Inovinter, no passado dia 29 de Novembro (Sábado), no Fórum Municipal Romeu Correia, em Almada, o Seminário Internacional de Solidariedade com o Povo Palestino.