Outras Notícias

Cultura

  • Da parceria entre a Kale Companhia de Dança e o Ginasiano Escola de Dança nasceu em 2015 um novo projeto especialmente desenhado para os jovens bailarinos em formação na escola. A K2 é uma companhia de “pequenos” bailarinos com criação e adaptação de reportório próprio a esta faixa etária.

    A K2 é um projeto de aproximação e preparação de jovens para o trabalho pré-profissional desenvolvendo desta forma perspetivas e competências neste caminho. Tem um funcionamento próprio onde é especialmente fomentada e estimulada a dimensão performativa e vivência profissional da dança, através do desenvolvimento de repertório orientado para a faixa etária juvenil, aproximação e preparação de jovens para o trabalho pré-profissional desenvolvendo perspetivas e competências neste caminho.

  • Consagrado músico, cantor, compositor e letrista português nascido em Águas Santas, na Maia, mas já com grande expressão nacional e até internacional Miguel Araújo.

    É autor (música e letra) de alguns dos maiores sucessos portugueses do início do século XXI. Todos conhecemos: Anda comigo ver os Aviões, Os maridos das Outras, Quem és tu miúda, Pica do Sete.

    Além do seu reportório a solo e da banda Os azeitonas, da qual é fundador e na qual se manteve até final de 2016, tem escrito para alguns dos mais destacados interpretes portugueses, como é o caso de António Zambujo, Ana Moura, Carminho, Raquel Tavares e Ana Bacalhau.

    Em 2012 editou o seu primeiro disco a solo “5 Dias e Meio”. Em 2014, o seu segundo disco a solo “ Crónicas da cidade grande” e em 2017, editou o seu terceiro disco “Giesta” que foi considerado o segundo melhor disco do ano pela revista espanhola “No sólo Fado”.

  • artistas pela paz olhao 1 20181125 1143077329

    A exposição "Artistas pela Paz", que será inaugurada em Olhão, na Associação Cultural, Re-Criativa Republica 14, no próximo sábado pelas 18 horas.
    Esta exposição itinerante teve o seu inicio em Silves no dia 21 de Setembro, dia Internacional pela Paz (ONU), e terminará no dia 21 de Setembro de 2019 em Faro.
    A exposição é uma parceria do Conselho Português para a Paz e Cooperação e a PAS - Peace and Art Society, uma associação internacional de artistas plásticos e os municípios e associações que a acolhem, neste caso a Associação Re-Criativa Republica 14. Em Olhão temos também parceria com a ACASO - Associação Cultural e de Apoio Social de Olhão.

  • artistas pela paz vila real de santo antonio 1 20190129 1783773841

    Dando seguimento à sua itinerância a Exposição "Artistas pela Paz", organizada pelo Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), em parceria com a Peace and Art Society (PAS), inaugurou na Biblioteca Municipal de Vila Real de Santo António, no passado dia 4, pelas 18 horas.

    Esta exposição, que já esteve patente ao público nos concelhos de Silves e Olhão, estará durante o mês de Janeiro em VRSA, após o que seguirá para Loulé e Aljezur e finalmente Faro.

    A exposição que tem como objectivo apelar à paz e ao desarmamento, envolve artistas e instituições do Algarve.

    Em VRSA a exposição tem como convidado o artista plástico António Vicente Cardoso, e obras de alunos de artes da Escola Secundária de VRSA.

  • celebrar o 25 de abril 1 20190422 1114862043

  • celebrar o 25 de abril porto 3 20190430 2096412775

    No Porto, no Museu Militar, decorreu, no passado dia 29 de Abril, uma iniciativa do CPPC que celebrou a revolução de Abril e a paz e prestou homenagem aos combatentes anti-fascistas. Através da música do grupo "Uma vontade de música" dirigido por Guilhermino Monteiro, e da apresentação do livro de Vitor Pinto Basto por João Freitas e Ilda Figueiredo, foi possível evocar a importância dos valores de Abril como contraponto ao fascismo e à guerra colonial.

  • ciclo cinema pela paz 2 20180801 1005252536

  • ciclo cinema pela paz o pianista 1 20180828 1046998136

  • ciclo cinema pela paz 1 20180817 1540996001

  • ciclo cinema pela paz 1 20180801 1521265430

  • cinema debate paz porto 1 20190329 1875626006

  • cinema debate porto em porto 2 20190403 2076632406

    O evento Cinema/Debate, promovido pelo CPPC - Porto, moderado por João Rouxinol, teve a participação de cerca de 50 pessoas, contou com a intervenção especial de Jorge Sarabando, que enquadrou sócio-politicamente o surgimento da guerra civil de Espanha, sua origem, causas, efeitos e enquadrou-a politicamente com o momento actual, que se vive na Europa e no Mundo.
    No debate, o público participou com algumas intervenções e mostraram satisfação pelo tema abordado, por o considerarem muito oportuno.

  • Nos dias 28, 29 e 30 de Julho realizou-se o Acampamento pela Paz, organizado pelo Comité Nacional Preparatório de Portugal (CNP), para o 19.º Festival Mundial da Juventude e dos Estudantes (FMJE), que realizar-se-á em Soshi (Rússia), de 14 a 22 de Outubro de 2017. O CPPC é uma das organizações membro do CNP.

    Este ano, de regresso à cidade de Évora, o Acampamento pela Paz recebeu cerca de três centenas de jovens que se uniram em torno dos valores da Paz e da luta pelos direitos da juventude, num espaço de alegria e fraternidade, onde tiveram a oportunidade de participar em diversas actividades, desde oficinas relacionadas com sustentabilidade, energia, produção alimentar e desigualdades a nível mundial, uma visita à cidade, várias actividades desportivas, concertos, pintura de mural, culminando com um desfile pela Paz.

  • Na bela sala da antiga igreja do Convento S. Francisco, em Coimbra, realizou-se o magnífico Concerto pela Paz, organizado pelo Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) com apoio da Câmara Municipal de Coimbra.

    Com a abertura musical da pianista Catarina Peixinho a que se seguiu o dueto Duo Cordis, o encanto da música repercutiu-se por toda a sala onde centenas de pessoas assistiam ao Concerto pela Paz, que teve a apresentação do também músico Manuel Rocha.

  •  

    O belo Concerto pela Paz – Coimbra 2017, organizado pelo Núcleo de Coimbra do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) e apoiado pela Câmara Municipal de Coimbra, decorreu na bela e Antiga Igreja do Convento S. Francisco, e contou com sala cheia.

    O concerto contou com as actuações da Cooperativa Bonifrates, do coro "Segue-me à Capela", de João Queirós, de Ferreira Mendes à viola e voz e Fernando Monteiro, guitarra e Luísa Santos, voz, do grupo "Música com paredes de vidro", constituído por Fausto Neves no piano, Manuel Rocha ao violino e Hugo Brito também ao violino.
    O inesquecível concerto finalizou com todos artistas participantes a entoar à capela a conhecida a "Pedra Filosofal" e com a certeza da vontade de todos em repetirem, para o ano, novo Concerto pela Paz.

    As intervenções da noite ficaram a cargo do vice-presidente da Direcção Nacional do CPPC, Batista Alves, que sensibilizou os presentes para a necessidade de fortalecer a luta pela Paz, tendo agradecido ao
    público, artistas, Câmara Municipal de Coimbra e a todos os que tornaram possível este fantástico concerto. Isabel Melo em nome do Núcleo de Coimbra do CPPC, falou sobre o trabalho do núcleo e agradeceu individualmente a todos os artistas.

     
     
     
     
    +20
  • Grupo de Cantares Tradicionais do Clube TAP Portugal

    O Grupo de Cantares Tradicionais do Clube TAP Portugal faz parte integrante do Grupo de Danças e Cantares do Clube TAP Portugal.

    Criado apenas como Grupo de Folclore em outubro de 1977, tem participado em conjunto ou separado em inúmeros espetáculos dentro e fora do País contribuindo assim para a divulgação da nossa cultura tradicional através das danças e cantares, promovendo também a TAP Portugal e o País.

    Foi este Grupo galardoado com a Medalha e Diploma de Mérito atribuido respectivamente, pela Secretaria de Estado da emigração e das Comunidades Portuguesas.

    O Grupo de Cantares Tradicionais tem um CD editado, estando previsto brevemente a gravação de outro CD assinalando o 40º Aniversário.

  • LUÍSA ORTIGOSO

    Iniciou a sua actividade no Grupo de Teatro de Amadores da Sociedade Guilherme Cossul.

    Estreia-se como profissional na Companhia de Teatro de Almada - Grupo de Campolide, no espectáculo “A Queda de um Anjo”, adaptação da obra homónima de Camilo Castelo Branco.

    Desenvolve uma intensa carreira que já passou, além do teatro, pela televisão, vídeo, rádio, música e o ensino.

    #concertopelapaz #CPPC #Lisboa