Outras Notícias

debate

  • Integrado na campanha pela assinatura por parte de Portugal do Tratado de Proibição de Armas Nucleares, o CPPC promove no dia 24 de Janeiro, em Olhão, um debate em que participa Ilda Figueiredo. O debate está marcado para as 21 horas nas instalações da Associação Cultural Re-Criativa República 14 (antiga Recreativa Rica, na Avenida da República, 14).

    Desta campanha faz parte uma petição, que pode ser assinada aqui: http://peticaopublica.com/viewfullsignatures.aspx…

  • Nos dias 10 e 11 de Fevereiro O CPPC participou em debates que decorreram em cinco Escolas Secundárias do Algarve: Silves, Messines, Vila Real de Santo António, Cacela e Tavira.

    No seu conjunto, participaram cerca de 350 jovens e diversos professores, com os quais foi possível debater os conflitos actuais, apelando à mobilização na defesa e promoção da Paz, para garantir o futuro com respeito pela democracia e pelo direito dos povos a viverem em paz, com progresso e desenvolvimento.

    Foi ainda inaugurada, na Escola Secundária de Vila Real de Santo António, a exposição sobre os "100 anos da Grande Guerra e a luta pela Paz".

     

  • Divulgamos informação sobre a melhor forma de chegar ao Encontro!

    preparativos do encontro pela paz 1 20181020 1327778598

  • No Pavilhão Paz e Amizade já se dão os últimos retoques para te receber!

    preparativos do encontro pela paz 3 20181020 2067132398

    preparativos do encontro pela paz 4 20181020 2057099126

    preparativos do encontro pela paz 5 20181020 1617399808

  • O Núcleo de Évora do Conselho Português para a Paz e Cooperação, realizou uma sessão pública em defesa da Paz, no dia 14 de Maio, no Salão nobre do Teatro Garcia Resende.

    Os oradores, José Goulão, especialista em política internacional e João Pimenta Lopes, deputado português no Parlamento Europeu e que integra o Grupo Confederal da Esquerda Unitária Europeia/Esquerda Verde Nórdica, abordaram questões como as causas e responsáveis pela crise de refugiados, o tratamento da União Europeia aos refugiados, ou o domínio da comunicação social por interesses económicos.

  • 15 de Dezembro'2014
    18h00 . Casa da Cultura de Beja

    No próximo dia 15 de Dezembro, pelas 18h00, na Casa da Cultura de Beja, o Núcleo da Paz de Beja do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) em conjunto com a Câmara Municipal de Beja, inauguram a Exposição "Construir a Paz com os valores de Abril".

    Por ocasião da inauguração, terá lugar uma sessão de debate sobre "A situação internacional e a luta pela Paz", que contará com a participação de Ilda Figueiredo, Presidente do CPPC.

    Participa!

  • 16 de Dezembro'2014
    14h30 . Biblioteca da Moita

    No próximo dia 16 de Dezembro, pelas 14h30, é inaugurada na Biblioteca Municipal Bento de Jesus Caraça, na Moita, a exposição “Construir a Paz com os Valores de Abril”.

    A inauguração da exposição será seguida de um debate, que contará com a presença de Ilda Figueiredo, Presidente do CPPC, e Rui Garcia, Presidente da Câmara Municipal da Moita.

    Participa!

    http://www.cm-moita.pt/pt/conteudos/noticias+e+eventos/noticias/exposicao+e+debate+contruir+a+paz+com+valores+de+abril.htm#.VIhyICiSBS8.facebook

  • No dia 7 de Março, na inauguração da exposição " 100 da Grande Guerra e a luta pela Paz", do CPPC, na Escola Secundária Alexandre Herculano, no Porto, com o director da escola Dr. Manuel José Lima, a vice-presidente da Câmara Municipal do Porto, Dra Guilhermina Rego, e a presidente da Direcção Nacional do CPPC, Ilda Figueiredo. Seguiu-se um animado debate com cerca de 100 alunos e diversos professores.

  • O Conselho Português para a Paz e Cooperação apresentou no dia 19, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, o livro «Décadas de Luta pela Paz». Participaram na sessão Gustavo Carneiro, da Direcção Nacional do CPPC, e os professores daquela instituição João Paulo Oliveira e Costa e João Luís Lisboa. Partindo do conteúdo do livro, o debate centrou-se nas principais ameaças à paz na actualidade e na necessidade de levar mais longe a acção pelo desarmamento e a paz.

  •  de 700 participantes deram corpo a um grande encontro pela paz 28 20181026 1370400071

    As organizações e entidades promotoras do Encontro pela Paz que, no passado sábado, 20 de Outubro, se realizou no Pavilhão Paz e Amizade, em Loures, saúdam os mais de 700 participantes, vindos de vários pontos do País, que com a sua participação activa fizeram desta iniciativa um importante momento que, certamente, irá contribuir para o desenvolvimento da luta pela paz em Portugal.

    Ao mesmo tempo, valorizam as mais de 45 organizações e entidades que se juntaram ao processo preparatório do Encontro pela Paz e todos os que, da sua tribuna, partilharam análises, experiências e pontos de vista: homens, mulheres e jovens; dirigentes e activistas das organizações envolvidas, sindicalistas, autarcas, padres, militares, professores, jornalistas, investigadores, juristas, estudantes, entre muitos outros.

    Os promotores do Encontro pela Paz agradecem a todos os trabalhadores do Município de Loures que garantiram, durante todo o dia, um funcionamento exemplar e condições óptimas para um trabalho frutuoso, e aos grupos musicais que com a sua actuação em muito valorizaram o Encontro: o coro da Liga dos Amigos da Mina de São Domingos e as Batucadeiras da Quinta da Princesa (Seixal).

  • ciclo cinema pela paz loule 1 20180828 1074885782

    Dia 17 de Agosto decorreu mais uma sessão do Ciclo de Cinema Pela Paz em Loulé, com o visionamento do filme "Vem e vê" de Elem Klimov, precedido de um debate com a participação de António Goulart de Medeiros, coordenador da União dos Sindicatos do Algarve e Luísa Martins coordenadora do projecto Loulé-Cidade Educadora. O debate teve como moderadora Sofia Costa membro do CPPC e contou ainda com o contributo de Zeca, um louletano com grande experiência cinematográfica nos estúdios da Fox em Sidney, onde tem estado emigrado.

    A invasão da União Soviética pelas forças Nazis e a destruição de cerca 5000 aldeias Soviéticas, as mortes e as monstruosidades cometidas durante a II Grande Guerra foram bastante comentados, por estarem evidenciadas no filme. Assim como a resistência da população e do exército Soviético, fundamentais para a derrota do Nazi-fascismo. Na próxima sexta-feira, dia 24, decorrerá a última sessão deste ciclo, com o filme "O Pianista".

  • O Núcleo do Porto do CPPC vai realizar a quarta edição do Paz em Ciclo - cinema e debate

     

  • Iniciou-se, no Porto, a nova série “Paz em ciclo – cinema e debate” organizada pelo núcleo do Porto do Conselho Português para a Paz e Cooperação. Esta série decorre na Cooperativa do Povo Portuense.

    O primeiro filme desta quarta “ Paz em Ciclo” foi dedicado à Palestina. Foi exibido o filme “ 5 Câmaras Partidas” de Emad Burnat e Guy Davidi. No final realizou-se uma animado debate com as cerca de 40 pessoas presentes.

    Este filme é a história de vida de um agricultor palestiniano e da resistência à ocupação israelita, numa pequena aldeia da margem ocidental. O documentário foi filmado quase inteiramente pelo próprio agricultor, Emad Burnat, que, em 2005, comprou a primeira câmara para registar o nascimento do primeiro filho e continuou a filmar a vida da família e a da resistência dos habitantes da terra à ocupação israelita. Cada uma das cinco câmaras conta uma parte diferente da história, da ocupação, do muro construído por Israel, da revolta dos habitantes locais, da violência e da morte de amigos. É um forte documento pessoal e político, que teve vários prémios internacionais.

  • Decorreu ontem, no Porto, a última sessão do “Paz em Ciclo 3”, com o filme “ROMA, CIDADE ABERTA”. Nesta sessão, que pretendeu assinalar os 75 anos do início da Segunda Guerra Mundial, estiveram presentes dezenas de pessoas, que participaram também no debate que se seguiu ao filme, com o Coronel David Martelo. — em Porto
     
     
  • cinema debate paz loule 2 20180817 1062689827

    Decorreu ontem, dia 10 de Agosto na Biblioteca Municipal de Loulé a primeira sessão do ciclo "Cinema pela Paz".

    À projecção do filme "O Grande Ditador", realizado por Charlie Chaplin, seguiu-se um animado debate.