Outras Notícias

NATO

  • margaretta darcy 4 20140126 1191325511

    Margaretta D'Arcy, de 79 anos, encontra-se presa na sequência da sua participação em acções de protesto contra a utilização do aeroporto civil irlandês de Shannon, pelos EUA e a NATO, como plataforma de transporte de tropas e equipamentos para as suas agressões a povos de várias partes do globo, como o Iraque e o Afeganistão.

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) denuncia a injusta prisão e exige a imediata libertação da lutadora irlandesa pela Paz, Margaretta D'Arcy.

    O CPPC saúda a Aliança pela Paz e a Neutralidade da Irlanda (PANA), de que Margaretta D'Arcy é membro, e expressa toda a sua solidariedade para com a luta desta organização irmã pelo fim de bases militares estrangeiras em solo nacional.

    Pelo fim do militarismo, não às bases militares estrangeiras. Sim à Paz! Não à NATO!

  • O apelo à participação na Manifestação convocada para o próximo sábado, dia 24, pelas 15h00, em Lisboa, da Rua do Carmo até à Praça Luís de Camões, de repúdio pela realização dos Exercícios militares da NATO, a decorrer em Portugal, Espanha e Itália até 6 de Novembro, foi o tema da apresentação de Fernando Casaca, actor e Director do Teatro do Elefante, que animou a Tribuna Pública que ocorreu nesta terça-feira, dia 20, na Praça do Bocage, em Setúbal.

    As intervenções das organizações presentes, pela voz de Baptista Aves (CPPC), Luís Leitão (CGTP-IN), Bernardina Barradas (MDM), Pedro Soares (URAP), Filipe Narciso (AAPC), Nuno Lopes (ACR) e Paulo Costa (JCP), contra as manobras em curso em Santa Margarida e Beja, e em Setúbal/Tróia assumidas como plataforma portuária da entrada de viaturas e outros equipamentos e meios militares, . foram acompanhadas pelo testemunho de André Martins, Vice-Presidente da edilidade.

    O empenho na defesa dos Valores de Abril, da Paz e Independência Nacional, no respeito pela Constituição da República, na solidariedade e cooperação com os povos de todo o Mundo foi reafirmado pelos presentes.

     

  • por Sérgio Ribeiro
    Membro da Presidência do CPPC

    Aproveitou-se a efeméride dos 60 anos do Tratado de Roma para ver se se conseguia dar algum alento à chamada União Europeia, tão debilitada que bem parece carecer de cuidados intensivos.
    Pouco terá ajudado a diversão do aproveitamento das “bocas foleiras” e, até, insultuosas do mui zeloso presidente “in nomine” do Eurogrupo, aliás em funções inevitavelmente a curto termo e que mais não disse que o que coerentemente executa como executivo ou mais visível do grupo. Como foram paliativos os pomposos cenários “para o futuro da Europa” enunciados pelo sempre um pouco circense presidente da Comissão e apresentados como se fossem para debate (entre quem?, com quem?, quando?, como?).

  • Nem a chuva demoveu os amantes da Paz que ontem em Braga participaram numa acção de rua da campanha "Sim à Paz - Não aos Exercícios Militares da NATO", que contou com intervenções de Carlos Cruz da União dos Sindicatos do Distrito de Braga, de Carlos Alberto Filipe poeta popular, de Isac Valente dirigente do Núcleo de Arqueologia da Universidade de Baga e de Ilda Figueiredo do Conselho Português para a Paz e Cooperação.

     

  • O Conselho Português para a Paz e Cooperação associa-se e estará presente nas iniciativas em defesa da Paz e contra a NATO, promovidas, em Bruxelas, pela organização belga INTAL e pelo Conselho Mundial da Paz, nos dias 23 e 24 de Maio.

    23 de Maio
    INTAL - Evento Público contra a NATO com o apoio do CMP

    24 de Maio
    Conferência do CMP "Sim à Paz! Não à NATO!"

    Manifestação contra a NATO promovida por organizações Belgas