Outras Notícias

Paz

  •  

    cimeira dos povos 1 20150602 1013205470 

     

     BRUXELAS, 10 - 11 JUNHO de 2015

    Nós os Povos da América Latina, Caraíbas e Europa, reunidos na Cimeira dos Povos em Bruxelas, em 10 e 11 de Junho de 2015, com mais de 1.500 delegados representando 346 organizações e movimentos sociais provenientes de 43 países ,

    Como culminar de um debate unitário, fraterno e solidário, dos participantes em conferências e nas sete mesas de trabalho da Cimeira dos Povos

    Declaramos:

    O nosso apoio à integração regional da América Latina e oposição à intervenção imperialista

    1. Saudamos e apoiamos os processos de integração que dão prioridade e reforçam a autodeterminação e a soberania dos nossos povos, tais como ALBA, UNASUR e CELAC, que reforçaram a unidade latino- americana e que pode ser uma inspiração para uma integração europeia de um novo tipo que enfatize o desenvolvimento económico, os direitos sociais e o bem-estar dos seus povos.

  • Desporto pela Paz é uma iniciativa que se vai realizar em Gondomar, a partir das 14 horas do próximo dia 6 de Abril - que a ONU declarou como Dia Internacional do Desporto ao serviço do Desenvolvimento e da Paz - no âmbito do Movimento Municípios pela Paz em colaboração com o Conselho Português para a Paz e Cooperação e a Câmara Municipal de Gondomar.

    Com um programa que inclui jogos diversificados e a participação de vários municípios, coletividades e escolas, haverá também uma caminhada pela Paz e no encerramento, pelas 17 horas, atuará a Orquestra Geração D´Ouro.

     

  • A 21 de Setembro assinala-se o dia Internacional da Paz, declarado pela ONU, a 30 de Novembro de 1981, como o dia da não-violência e cessar fogo em todo o mundo, o dia em que, para além de se pensar ou falar em Paz entre os povos, deve-se agir em prol da Paz, enquanto factor indispensável ao progresso, ao desenvolvimento e justiça social.

    Num ano em que se intensificou o aumento de conflitos, bloqueios, ingerências externas, repressão contra povos e subversão do direito internacional, o Conselho Português para a Paz e Cooperação reafirma o seu empenho e o seu compromisso no reforço do movimento da Paz em Portugal, continuando a denunciar e a combater as crescentes injustiças e todas as formas de opressão dos povos, defendendo o cumprimento do artigo 7º da Constituição de Abril e o espírito da Carta da ONU.

    A Paz só é tangível quando todos os povos tiverem o direito ao bem estar, à alimentação, à água, à saúde, à habitação, à educação, ao trabalho, à cultura, ao lazer e à recreação, a um ambiente saudável, à liberdade, à soberania, à justiça e ao desenvolvimento económico, sendo estas condições essenciais a uma vida digna e estável. Assim, as populações devem exigir dos seus governos uma política de Paz, solidariedade e cooperação, em que sejam respeitados os direitos dos povos e as suas liberdades fundamentais, a igualdade entre os Estados e a soberania e independência dos países, apelando também a soluções pacíficas dos conflitos internacionais.

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação assinala este dia participando em diversas iniciativas, a começar a 20 de Setembro, com a realização de uma conversa sobre o dia Internacional da Paz e a inauguração da exposição “Construir a Paz com os valores de Abril” na Universidade Popular do Porto.
    Prossegue, de 21 a 28 de Setembro, na Junta da União das Freguesias de Fânzeres e S. Pedro da Cova, onde se realiza a Semana da Paz e será divulgada a exposição “Construir a Paz com os valores de Abril", que contará, no dia 21 de Setembro, às 17:00, na Junta de Freguesia de S. Pedro da Cova, com a participação da Presidente da Direcção do CPPC numa tertúlia sobre a Paz.

    Por fim, dia 22 de Setembro na Biblioteca Pública Municipal de Setúbal, pelas 21:00, será debatido o tema “A situação internacional e a luta pela Paz” também com a participação da Presidente da Direcção do CPPC.

    Direcção do CPPC

  • Comemora-se hoje o Dia Internacional da Paz, iniciativa lançada pelas Nações Unidas em 1981. Associando-se à comemoração deste dia, o Conselho Português para a Paz e Cooperação está ciente da sua importância e da absoluta necessidade de, no tempo em que vivemos, unir esforços e vontades para defender a Paz, intervir contra a guerra, a militarização das relações internacionais, a corrida aos armamentos, e pelo desarmamento, a dissolução dos blocos político-militares e relações internacionais baseadas na cooperação e na amizade entre os povos e no respeito pela soberania e independência dos Estados.

    A luta pela Paz ganha hoje redobrada actualidade dada a multiplicação de ingerências, agressões e conflitos, que estão a provocar a morte, o sofrimento e a destruição em muitos pontos do mundo, incluindo o maior número de refugiados desde a Segunda Guerra Mundial, na sua maioria provenientes precisamente dos países vítimas da guerra e agressão externas, como a Síria, o Iémen, a Líbia, o Iraque, o Afeganistão, a Ucrânia, a Palestina, entre outros.

  • O Conselho Português para a Paz e Cooperação participará das comemorações do Dia Internacional da Paz, próxima 4ª feira 21 de Setembro, em Rio Maior.

     

  • dia internacional da paz soure 1 20180924 1223659261

    O CPPC participará pelas 15h00 do dia 21 de Setembro na Sessão Evocativa do Dia Internacional da Paz, que decorrerá no Salão Nobre dos Paços do Concelho em Soure.

    Nesta sessão, que se insere nas Festas de São Mateus, promovidas pelo município, e que contará com a presença do presidente da Câmara Municipal de Soure, Dr. Mário Jorge Nunes e da presidente da Direcção Nacional do CPPC, Ilda Figueiredo, será inaugurada a exposição "Pela paz, pela segurança, pelo futuro da Humanidade!".

  • O Conselho Português para a Paz e Cooperação participou nas comemorações do Dia Internacional da Paz em Rio Maior, no passado dia 21 de Setembro.

    Ao longo do dia várias iniciativas, envolvendo escolas, associações e artistas locais, assinalaram em diversos locais da cidade a efeméride.

    No cineteatro municipal foi inaugurada a exposição do CPPC “Construir a Paz com os Valores de Abril” que ficará patente ao público na Biblioteca Municipal de Rio Maior até o final do mês.

     

  • O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) e a Câmara Municipal do Seixal assinalaram o Dia Internacional da Paz, 21 de Setembro, com uma acção de rua com a participação do grupo de percussão “Toca a Rufar”, junto à Baía do Seixal, seguida de uma sessão na Quinta da Fidalga dirigida por Maria José Cantarinha da direcção nacional e membro do núcleo local do CPPC.

    Na mesa estiveram ainda Joaquim Santos, Presidente da Câmara Municipal do Seixal e Gustavo Carneiro da direcção nacional do CPPC, cuja intervenção focou a actualidade e premência da luta pela Paz, no actual contexto de instabilidade internacional. Tema incontornável foram as anunciadas manobras da NATO, a realizar em Portugal, Espanha e Itália entre 3 de Outubro e o início de Novembro de 2015, envolvendo mais de 40 países e mais 25 mil efectivos, e a necessidade de, em coerência com a defesa da Paz e dos preceitos da Constituição da República Portuguesa, nomeadamente do seu artigo 7º, contestar activamente a realização destas manobras belicistas e exigir a disolução desse bloco politico-militar.

    O Presidente da Câmara Municipal do Seixal, evocou ainda a experiência de vários munícipios portugueses com a criação das Zonas Livres de Armas Nucleares (ZLAN), afirmando a disponibilidade do município para a participação em iniciativas semelhantes de defesa da Paz. Os 65 anos decorridos após a assinatura do Apelo de Estocolmo contra as armas nucleares e os 40 anos da Acta de Helsínquia, foram também temas abordados.

    No local esteve patente a exposição "Construir a Paz com os Valores de Abril", iniciativa do CPPC que teve o apoio da Câmara do Seixal e foram recolhidas assinaturas para o abaixo-assinado (http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT78172) contestando a realização das manobras da NATO, texto lançado por um conjunto de organizações portuguesas.

     

  • Realizou-se hoje, em Gondomar, cidade europeia do desporto, um conjunto de iniciativas com a participação de associações e escolas de seis municípios do país. Como referiram no final os presidentes das Câmaras Municipais do Seixal e de Gondomar e a presidente da direção do CPPC, centenas de crianças, jovens e adultos empenharam-se no promoção do Desporto Pela Paz, assinalando o Dia Internacional do Desporto ao Serviço do Desenvolvimento e da Paz, proclamado pela ONU há quatro anos e hoje comemorado pelo Movimento Municípios Pela Paz. A iniciativa terminou com a música de jovens da orquestra Geração D`ouro, de Gondomar, e as danças dos Pauliteiros de Malhadas, Miranda do Douro. Durante a tarde decorreram jogos, e uma caminhada pela paz que envolveu crianças, jovens e adultos de Gaia, Valongo, Gondomar, Seixal, Loures e Miranda do Douro.

  • A propósito do Dia Mundial da Ciência para a Paz e o Desenvolvimento e da Semana Internacional da Ciência e da Paz, o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) afirma a importância do desenvolvimento científico e tecnológico em prol do progresso social das Nações, também no sentido de se atingir a paz e a cooperação entre os povos, a sustentabilidade, a justiça e a dignidade.

  • Sim à Paz! Não aos Exercícios Militares da NATO!

    Participa e divulga!

    24 de Outubro - 15h - LISBOA

    Desfile

    Rua do Carmo até à Praça Luís de Camões

     

  • Realiza-se no próximo sábado, dia 29 de outubro, na Câmara Municipal do Seixal com a colaboração do CPPC, uma iniciativa para a qual foram convidados todos os municípios do país, visando a criação do movimento Municípios pela Paz.

    A iniciativa será no edifício dos Serviços Centrais da Câmara Municipal do Seixal, durante a tarde.

  • O CPPC estará, mais uma vez, presente no Encontro Intercultural Saberes e Sabores, que se realizará este ano de 11 a 15 de Abril no Pavilhão Municipal do Alto dos Moinhos, no Seixal.

    Vem nos visitar!

  • encontro pela paz 1 20180817 1077049684

    “Pela Paz, todos não somos demais!”

    O Encontro pela Paz, que terá como lema “Pela Paz, todos não somos demais!”, realizar-se-á no próximo dia 20 de Outubro de 2018, no Pavilhão Paz e Amizade, em Loures, entre as 10h30 e as 17h00 horas.

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), consciente de que é imperioso encontrar as respostas mais adequadas para enfrentar as sérias ameaças à Paz que, no momento presente, pairam sobre a Humanidade, tomou a iniciativa de, em conjunto com diversificadas organizações sociais que, na sua prática quotidiana, tomam clara e inequívoca posição pública contra a guerra e manifestam sincera determinação em defender os valores da Paz, preparar e realizar um Encontro pela Paz.

  • encontro pela paz 1 20181021 1964505220

    Divulgamos o "Apelo à defesa da paz" lido no final do grande Encontro pela Paz que decorreu hoje no Pavilhão Paz e Amizade, em Loures, com a participação de mais de 700 pessoas de norte a sul do país e representantes de mais de 50 organizações e entidades.

    Apelo à defesa da paz

    No encerramento deste Encontro pela Paz, que consideramos de grande oportunidade e importância, e em nome das organizações que o promoveram, saudamos todos quantos participaram e contribuíram para a sua realização e afirmamos o nosso empenho para que prossiga e se alargue ainda mais a convergência de vontades e a acção em defesa da paz, considerando-a essencial à vida humana e uma condição indispensável para a liberdade, a soberania, a democracia, o progresso social, o bem-estar dos povos – para a construção de um mundo melhor para toda a Humanidade.

  • Divulgamos informação sobre a melhor forma de chegar ao Encontro!

    preparativos do encontro pela paz 1 20181020 1327778598

  •  

    O Conselho Mundial da Paz (CMP) reuniu-se em Belgrado, Sérvia, nesta sexta-feira (21), para discutir o atual contexto europeu, o fortalecimento da luta pela paz e contra o imperialismo, além do aprofundamento da cooperação no continente.

    Já neste sábado (22) e domingo (23), tem lugar o Fórum Belgrado “Pelo Mundo de Iguais”, marcando os 15 anos desde a agressão da Organização para o Tratado do Atlântico Norte (Otan) contra a antiga Iugoslávia.

  • Crise de refugiados e terrorismo em debate

    O Núcleo de Évora do Conselho Português para a Paz e Cooperação, realiza uma sessão pública, aberta a todos os interessados em reflectir na defesa da Paz, no próximo Sábado, 14 de Maio, pelas 15h00, no Salão nobre do Teatro Garcia Resende.

    Serão oradores, JOSÉ GOULÃO, especialista em política internacional, especialmente nas questões do Médio Oriente e JOÃO PIMENTA LOPES, Eurodeputado português no Parlamento Europeu e que integra o Grupo Confederal da Esquerda Unitária Europeia/Esquerda Nórdica Verde.

    Participa!