Outras Notícias

Porto

  • Almoço Convívio - Porto

    "Construir a Paz com os valores de Abril" foi o tema da iniciativa que o núcleo do Porto do  Conselho Português para a Paz (CPPC) realizou, no passado sábado, com cerca de 50 pessoas. Incluiu um almoço na Casa da Beira Alta, excelentes baladas de Abril, por João Teixeira, e uma palestra em que participaram, entre outros, o coronel David Martelo e os dirigentes do CPPC Joaquim Mesquita e Ilda Figueiredo.
    Ali se falou dos 40 anos da revolução de Abril, das suas conquistas, da forma como pôs fim à guerra colonial, promoveu o desenvolvimento, a democracia e o progresso social. Mas, igualmente , abordou-se  a autêntica guerra que os grupos económicos desenvolvem contra os trabalhadores e os povos com o apoio de governos como o português.

    Por isso, também se apelou à participação na manifestação da CGTP, de 1 de Fevereiro. No Porto, a concentração dos amigos e simpatizantes do CPPC será na esquina da UNICEPE, ao lado da Praça dos Leões, a partir das 14,45 h.
    porto - almoco de 25 de janeiro 1 20140127 1761784938
  • Almoço da Paz

  • Almoço da Paz - Porto

  • Almoço da Paz - Porto

    almoco da paz porto 1 20180328 1314019190

    Realizou-se, no Porto, no passado dia 24 de Março, o já tradicional Almoço da Paz que contou com 60 activistas que reafirmaram o seu empenhamento na defesa da paz.

    O almoço foi animado com o canto e a música de João Teixeira e as intervenções de Vítor Pinto Basto e Ilda Figueiredo. Foi também leiloada uma pintura de Agostinho Santos para apoio ao CPPC.

  • Almoço da Paz | 24 de Março | 12:30 | Porto

  • Almoço da Paz no Porto

    O núcleo do Porto do CPPC vai realizar o segundo Almoço da Paz, na Casa da Beira Alta, no próximo dia 21de Março, pelas 13 horas.

    Haverá música e poesia, uma palestra, convívio e ainda um sorteio de uma obra de arte.

    As inscrições estão abertas junto do núcleo do Porto do CPPC.

    Participe.

    Pela Paz, todos não somos demais.

     

  • Almoço da Paz no Porto

    O núcleo do Porto do Conselho Português para a Paz e Cooperação realizou o habitual almoço da Paz, no dia 13 de fevereiro, na Casa da Beira Alta, no Porto. Foram momentos de convívio, animação, poesia , música e também a intervenção do jornalista convidado Vitor Pinto Basto que abordou as causas das guerras e agressões e as suas consequências.

    Mais de meia centena de pessoas reafirmou o seu empenhamento na luta pela Paz, inscreveram-se novos aderentes no Conselho Português para a Paz e Cooperação e a presidente da direcção nacional anunciou um conjunto de actividades que vão decorrer na área metropolitana do Porto na defesa e promoção da Paz, nos próximos meses, designadamente o Concerto pela Paz, em Gaia, a 18 de Março.

  • Apelo à participação nas manifestações convocadas pela CGTP-IN

    dia do trabalhador 2014 2 20140504 1997945126

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) chama a atenção e repudia o constante desrespeito que Governo e Presidente da República demonstram pelos portugueses, pela Constituição da República Portuguesa (CRP) e pelas leis do Estado.

    O CPPC considera ser urgente pôr fim a uma política externa, marcada pela total subserviência aos interesses e políticas belicistas da NATO, dos Estados Unidos da América e da União Europeia, em total desrespeito pela Constituição da República, que leva o nosso país a um alinhamento com aqueles na violação do direito internacional,

  • Apresentação do investigador Frederico de Carvalho "Armas robóticas"

    Divulgamos a apresentação feita pelo investigador Frederico Carvalho, membro da Presidência do CPPC, no importante debate sobre "Armas robóticas e outras aplicações bélicas do trabalho científico", promovido pelo CPPC, no mês passado no Porto, onde chama a atenção para a utilização da investigação científica com objectivos agressivos, designadamente aos perigos que podem advir da utilização da inteligência artificial ao serviço de quem pretende manter uma posição de domínio global.

    https://issuu.com/conselho_paz/docs/a_ciencia_aprisionada

  • Apresentação do livro "Décadas de Luta pela Paz" no Porto

     

    O livro «Décadas de Luta pela Paz» foi apresentado, segunda-feira, 5, no Porto, numa sessão realizada na Casa do Infante que contou com a participação do historiador e professor universitário Manuel Loff, o coordenador do grupo de trabalho que elaborou o livro, Gustavo Carneiro, e a presidente da direcção nacional do CPPC, Ilda Figueiredo, que assumiu a condução dos trabalhos.

    Nas intervenções proferidas sublinhou-se a importância da obra em trazer para a actualidade aquelas que são causas antigas e de inegável importância, como a paz, o desarmamento e a solidariedade aos povos que enfrentam a agressão, a ingerência ou a opressão. Salientada foi também a abrangência que o movimento da paz alcançou - em questões como a exigência do desarmamento nuclear ou a solidariedade com os povos da África Austral ou Timor, entre muitos outros - e os valores que desde sempre o nortearam, e que são hoje mais actuais do que nunca.

    Os oradores realçaram ainda o papel dos valores inscritos na Constituição da República Portuguesa e na Carta das Nações Unidas para a salvaguarda da paz e da segurança internacionais e na garantia dos direitos nacionais dos povos.

  • Artistas do Concerto pela paz no Porto a 18 de Fevereiro (Rivoli) - Bando dos Gambozinos

    Bando dos Gambozinos, Associação Cultural para a Educação pela Arte, que vai trazer temas que permitem a todo o grupo pensar a Paz num sentido muito amplo. Não apenas na sua dimensão bélica, mas também do sentir a paz e do sentirmo-nos em paz. Cantam a paz de resistir, a paz do combate e a paz de ouvir, a paz que só a educação dos homens é capaz de trazer, a paz da liberdade, a paz da política, sem excluir a paz que se faz pela guerra à guerra. Às vozes dos pequenos junta-se o Coro d’ Inverno, agrupamento de participação livre constituído por pais, familiares, amigos e vizinhos dos Gambozinos.

  • Artistas do Concerto pela paz no Porto a 18 de Fevereiro (Rivoli) - Conservatório de Música do Porto

    A celebrar o seu centenário, o Conservatório de Música do Porto continua a pautar-se como Escola de Referência Nacional do Ensino Artístico Especializado da Música e a promover uma abertura à Comunidade e à Cidade do Porto, através de inúmeras atividades realizadas em parceria com as principais Instituições Culturais da Cidade.

  • Artistas do Concerto pela paz no Porto a 18 de Fevereiro (Rivoli) - Coral de Letras da Universidade do Porto

    O Coral de Letras da Universidade do Porto é uma reconhecida instituição cultural de grande relevo não só no Porto, como em todo o País. É um coro premiado em vários festivais internacionais. O seu reportório percorre várias épocas da música, quer a capella, quer coral sinfónica, mantendo uma especial relação de proximidade com a música de Fernando Lopes-Graça.

    Tem colaborado com várias instituições, nomeadamente com a Casa da Música. O Coral de Letras comemorou recentemente 50 anos de actividade ininterrupta, sempre dirigido pelo seu fundador, maestro José Luís Borges Coelho.

  • Artistas do Concerto pela paz no Porto a 18 de Fevereiro (Rivoli) - K2

    Da parceria entre a Kale Companhia de Dança e o Ginasiano Escola de Dança nasceu em 2015 um novo projeto especialmente desenhado para os jovens bailarinos em formação na escola. A K2 é uma companhia de “pequenos” bailarinos com criação e adaptação de reportório próprio a esta faixa etária.

    A K2 é um projeto de aproximação e preparação de jovens para o trabalho pré-profissional desenvolvendo desta forma perspetivas e competências neste caminho. Tem um funcionamento próprio onde é especialmente fomentada e estimulada a dimensão performativa e vivência profissional da dança, através do desenvolvimento de repertório orientado para a faixa etária juvenil, aproximação e preparação de jovens para o trabalho pré-profissional desenvolvendo perspetivas e competências neste caminho.

  • Artistas do Concerto pela paz no Porto a 18 de Fevereiro (Rivoli) - Miguel Araújo

    Consagrado músico, cantor, compositor e letrista português nascido em Águas Santas, na Maia, mas já com grande expressão nacional e até internacional Miguel Araújo.

    É autor (música e letra) de alguns dos maiores sucessos portugueses do início do século XXI. Todos conhecemos: Anda comigo ver os Aviões, Os maridos das Outras, Quem és tu miúda, Pica do Sete.

    Além do seu reportório a solo e da banda Os azeitonas, da qual é fundador e na qual se manteve até final de 2016, tem escrito para alguns dos mais destacados interpretes portugueses, como é o caso de António Zambujo, Ana Moura, Carminho, Raquel Tavares e Ana Bacalhau.

    Em 2012 editou o seu primeiro disco a solo “5 Dias e Meio”. Em 2014, o seu segundo disco a solo “ Crónicas da cidade grande” e em 2017, editou o seu terceiro disco “Giesta” que foi considerado o segundo melhor disco do ano pela revista espanhola “No sólo Fado”.

  • Chega ao fim o II Ciclo da Paz - Cinema e Debate

    No domingo, 15 de Dezembro, no Porto, concluímos o II Ciclo da Paz - cinema e debates- com o filme “Soy Cuba” e uma palestra com a participação do Primeiro Secretário da Embaixada de Cuba em Portugal, Sr. Melne Martínez Hernández.

    Foi uma importante sessão, promovida pelo Conselho Português para a Paz e Cooperação, no Círculo Católico de Operários do Porto, com apoio da Confederação e outras organizações.

  • Cinema | Debate | Paz

    cinema debate paz 1 20180607 1412516487

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação, com apoio da UPP, realiza uma sessão de cinema, seguido de debate e convívio, na sede da UPP - Universidade Popular do Porto, rua da Boavista, 736 - Porto, no próximo dia 10 de Junho, pelas 16 horas.

  • Colóquio no Porto: A SITUAÇÂO INTERNACIONAL e a LUTA pela PAZ

  • Colóquio no Porto: A SITUAÇÂO INTERNACIONAL e a LUTA pela PAZ

     

    Realizou-se ontem, no Clube dos Fenianos Portuenses, no Porto, o colóquio "A situação internacional e a luta pela paz", promovido pelo Conselho Português para a Paz e Cooperação. A iniciativa contou contou com a participação de José António Gomes, Luís Humberto Marcos, Vítor Pinto Basto e Ilda Figueiredo. Estiveram presentes cerca de 60 pessoas.

    Leia algumas das intervenções:

  • Comemoração do 1º de Maio - Porto 2016

    Participa com o CPPC nos desfiles de comemoração do 1º de Maio convocados pela CGTP-IN.

    Porto
    Avenida dos Aliados (junto à Agência Abreu), pelas 15h00