Outras Notícias

solidariedade

  • Solidário com os objectivos do Dia Nacional de Luta convocado pela CGTP-IN com o lema “Unidos para valorizar o trabalho e os trabalhadores”, em defesa da soberania, da justiça e do progresso social, o Conselho Português para a Paz e Cooperação participará, e convida todos a participar, nas manifestações convocadas para Lisboa e Porto no próximo dia 3 de Junho.

    O ponto de encontro para os amigos que queiram participar com o CPPC será:

    -Em Lisboa pelas 15h no Parque Eduardo VII, junto ao Marquês de Pombal e da Rua Joaquim antónio de Aguiar.

    -No Porto pelas 15h junto à sede da Junta de Freguesia do Bonfim.

  • PORTO

    Pela Paz! Não à Agressão à Síria!

    20 de Setembro - 17,30

    Praça da Liberdade

    junto à igreja dos Congregados

  • É com profunda preocupação que o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) acompanha a escalada de tensão em torno da Síria e repudia veementemente as ameaças dos EUA, Reino Unido e França de uma nova agressão contra aquele país.

    Esta nova agressão seria não só totalmente ilegítima e ilegal como teria imprevisíveis e graves consequências, com repercussões não só no Médio Oriente, mas também por todo o mundo.

    A Síria, com os seus aliados, já fez saber que responderá firmemente a qualquer nova escalada na agressão de que é vítima desde há sete anos.

  • É com profunda preocupação que o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) constata a intensificação da propaganda de guerra com que se tenta legitimar a continuação e, mesmo, o agravamento da agressão contra a República Árabe da Síria e o povo sírio, procurando abrir caminho à aceitação de que esta agressão se passe a realizar, agora, de uma forma abertamente directa.

    Após sete anos de uma ininterrupta e brutal agressão por parte de grupos terroristas – criados, armados, financiados e apoiados pelos EUA e outros países da Europa e do Médio Oriente, como o Reino Unido, a França, a Turquia, Israel, a Arábia Saudita, o Qatar ou a Jordânia –, o CPPC chama a atenção para a tentativa daqueles que, face à derrota dos seus grupos terroristas, procuram pretextos, a coberto de mentiras, para impor uma escalada na guerra e, consequentemente, mais morte e sofrimento ao povo sírio, a exemplo do que aconteceu noutros momentos e noutros países, como o Iraque e a Líbia.

  • A 29 de Novembro assinala-se o Dia Internacional de Solidariedade com o Povo Palestiniano. Este dia foi declarado pelas Nações Unidas para assinalar a aprovação da Resolução 181 pela sua Assembleia-geral, que em 1947 apontou a criação de dois Estados no território da Palestina.

    Quase 70 anos passados, só o Estado de Israel existe. O Povo palestiniano não só continua privado do seu Estado soberano, independente e viável como enfrenta diariamente a violência da ocupação israelita.

    Desrespeitando resoluções e normas do direito internacional, Israel continua na estender a ocupação do território palestiniano, através da construção de colonatos, do «Muro de Separação», da instalação de postos de controlo militares e de vias de comunicação para uso restrito de militares e colonos israelitas.

  • O Conselho Português para a Paz e Cooperação associa-se à Jornada Mundial de Solidariedade para exigir o fim das mortes dos refugiados e de imigrantes no Mediterrâneo e apela à participação na concentração, promovida pela CGTP-IN, para o dia 19 de Junho, às 18 horas, na Rua do Carmo, em Lisboa, para que se pare esta tragédia no Mediterrâneo, agora!

  • O CPPC participará na concentração nacional convocada pela CGTP-IN para o próximo dia 25 de Julho em Lisboa, sendo o ponto de encontro o Jardim de São Pedro de Alcântara pelas 10h.

    Com a sua participação o CPPC expressará a sua solidariedade, com o povo palestino, exigindo o fim da actual agressão militar e o fim da prolongada agressão que é a ocupação da Palestina e juntará, uma vez mais, a sua voz aos que agem contra a injustiça, a exploração e o empobrecimento, pelo emprego, a saúde, a educação e a segurança social digna, por mudanças de políticas que, retomando os caminhos da Revolução de Abril, caminhos de liberdade, de democracia, de soberania nacional, de progresso social e económico, de cultura e de paz, respondam aos graves problemas com que o nosso País e o nosso povo se confrontam.

  • pelos direitos e democracia no brasil nao a ameaca fascista 1 20181026 1354845302

    A poucos dias da segunda volta das eleições presidenciais no Brasil, o Conselho Português para a Paz e Cooperação transmite às forças democráticas e populares brasileiras, e em particular ao Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (CEBRAPAZ), solidariedade à sua acção e ampla mobilização em torno do objectivo central de derrotar o candidato de extrema-direita Jair Bolsonaro e retomar a via de desenvolvimento, progresso e soberania nacional interrompida em 2016 pelo golpe que depôs a legítima presidente Dilma Rousseff e prosseguida com a arbitrária prisão do ex-presidente Lula da Silva e imposição da inabilitação de se recandidatar.

    Estas eleições decorrem num quadro político complexo, marcado pela violência verbal e física, pela descarada manipulação e difusão de mentiras, pelo inaceitável envolvimento e utilização mais ou menos encapotada de instituições do Estado e dos grandes meios de comunicação social – incluindo em Portugal – em apoio do candidato da extrema-direita.

  • Pelo fim imediato da agressão israelita ao povo palestino!

    Assina e divulga!

    http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT74233

     

  • A presidente do Conselho Mundial da Paz (CMP), Socorro Gomes, emitiu uma nota de solidariedade ao povo venezuelano na passada sexta-feira (30 de Junho), perante a intensificação da tentativa golpista no país e à inflamada retórica imperialista contra a Venezuela. Socorro Gomes reafirmou o apoio do CMP à defesa da soberania nacional e à resistência contra a ingerência estrangeira, que tem apoiado e promovido os avanços das forças reacionárias no país, culminando nos recentes ataques a dois edifícios governamentais, a 27 de Junho.

  • A presidente do Conselho Mundial da Paz, Socorro Gomes, emitiu uma declaração nesta segunda-feira (31) e enviou felicitações ao governo bolivariano da Venezuela pelo êxito da eleição para a Assembleia Nacional Constituinte.

    “Saudamos o povo venezuelano pela vitória na eleição da Assembleia Nacional Constituinte

    É com alegria e confiança que recebemos a notícia dos resultados das eleições democráticas na Venezuela para a composição da Assembleia Nacional Constituinte, convocada de forma legítima e soberana. Estamos seguros de que este magnífico resultado cria melhores condições para restabelecer a paz no país e alcançar a estabilidade política. Igualmente, dá mais força ao povo venezuelano e ao governo bolivariano para resistir à ingerência imperialista dos Estados Unidos e seus aliados e aos intentos golpistas da oligarquia reacionária e antipatriótica.

  • respeitar a soberania e a vontade do povo venezuelano 1 20180527 1139991019

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) saúda o povo venezuelano pela importante demonstração de soberania e patriotismo dada no passado domingo, 20 de Maio, nas eleições presidenciais onde votaram cerca de metade dos cidadãos eleitores (48%), tendo Nicolás Maduro obtido 68% dos votos expressos.

    Perante a conspiração e as ameaças externas e internas, o povo venezuelano mostrou a sua determinação em prosseguir, soberana e democraticamente, o caminho que livremente escolheu: da paz, do progresso social, da cooperação com todos os povos, nomeadamente os da América Latina.

  • preparativos do encontro pela paz 2 20181020 1665104025

    O Encontro pela Paz continua a crescer e para além das 12 organizações e entidades iniciais, mais 33 já se juntaram a este importante momento para defesa da Paz.

    Promotoras:

    Câmara Municipal de Loures
    Confederação Geral dos trabalhadores Portugueses – Intersindical
    Confederação Portuguesa das Colectividades de Cultura, Recreio e Desporto
    Conselho Português para a Paz e Cooperação
    Federação Nacional de Professores
    Juventude Operária Católica
    Liga Operária Católica – Movimento de Trabalhadores Cristãos
    Movimento Democrático das Mulheres
    Movimento Municípios pela Paz
    Movimento Pelos Direitos do Povo Palestino e Pela Paz no Médio Oriente
    Pastoral Operária
    União de Resistentes Antifascistas Portugueses

  • O Conselho Português para a Paz e Cooperação congratula-se com mais uma importante vitória de Cuba na Assembleia–Geral da ONU na luta contra o bloqueio económico que o governo dos EUA continua a impor aos cubanos e ao Mundo, dado o seu carácter extra-territorial. Foi no passado dia 28 de Outubro que, mais uma vez, com 188 votos a favor, e pela vigésima terceira vez consecutiva, a Assembleia-Geral das Nações Unidas solicitou aos Estados Unidos da América que ponha fim ao bloqueio económico, comercial e financeiro contra Cuba.

  • O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) saúda calorosamente o povo venezuelano pela sua participação massiva nas eleições do passado domingo para a Assembleia Nacional Constituinte, que constituiu uma vibrante demonstração da sua vontade em prosseguir e aprofundar o rumo de progresso, justiça social e soberania protagonizado nos últimos 18 anos.

    Esta que foi a mais expressiva votação de sempre a favor da Revolução Bolivariana, com mais de oito milhões de votos, tem um significado ainda maior no quadro concreto em que as eleições foram realizadas, marcado pela violência perpetrada por grupos de extrema-direita ligados à oligarquia e aos EUA (que procuraram impedir a votação), pela não menos violenta campanha mediática, que continua, e pelas poderosas pressões externas, protagonizadas sobretudo pelos EUA, mas também por países da região, como a Colômbia, o Brasil, a Argentina, e pela União Europeia.