Outras Notícias

solidariedade

  • sessao de solidariedade com a palestina em coimbra 1 20180621 1436400721

    O CPPC promove no próximo dia 25 de Junho às 19 horas no Café Santa Cruz, em Coimbra, uma sessão de solidariedade com a Palestina, na qual participam o escritor e professor José António Gomes e a ilustradora Ana Biscaia.

  • Realizou-se, no passado dia 30 de Agosto, uma sessão de solidariedade com o povo palestino na Vila de Cuba, distrito de Beja.

    Presentes na mesa, estiveram o comandante António Lara Cardoso, membro da direcção nacional do CPPC, José Baguinho do núcleo do CPPC de Beja, que dirigiu a sessão e Francisca Bicho, professora de história.

    Nesta iniciativa, realizada na "Taberna do Arrufa" foi ainda possível ver a exposição do CPPC, "Construír a Paz com os valores de Abril".

     

  • A sessão de solidariedade com a República Bolivariana da Venezuela, promovida pelo CPPC, na terça-feira, 10 de Abril, no auditório da Escola Profissional Bento de Jesus Caraça, em Lisboa, que contou com a presença do Ex.mo Sr. Ministro do Poder Popular para as Relações Externas da República Bolivariana da Venezuela, Jorge Arreaza, constituiu mais uma demonstração da firme e constante solidariedade do movimento da paz português com o processo emancipador e libertador iniciado, há quase 20 anos, naquele país sul-americano, na sequência da vitória de Hugo Chávez nas eleições presidenciais de 1998. Foi, também, um importante momento de esclarecimento e compreensão da situação actual na Venezuela e das perspectivas de futuro imediato.

  • O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) promove uma Sessão de Solidariedade com a Venezuela na próxima Terça-feira, dia 10 de Abril, pelas 18.00 horas, na Escola Profissional Bento de Jesus Caraça, em Lisboa (Rua Victor Córdon, nº1 – Metro Chiado), que contará com a presença do Ex.mo Sr. Ministro do Poder Popular para as Relações Externas da República Bolivariana da Venezuela, Jorge Arreaza, e da Presidente da Direcção Nacional do CPPC, Ilda Figueiredo.

    Esta será uma oportunidade para conhecer melhor a situação que se vive neste país, alvo de uma intensa operação de desestabilização e agressão externa – com o bloqueio e boicote económico, a tentativa de isolamento político e diplomático, e uma violenta campanha mediática – dirigida contra as instituições democráticas venezuelanas, incluindo os seus legítimos Presidente e Governo. Operação que procura degradar as condições económicas e sociais naquele país, prejudicando seriamente amplos sectores da sociedade venezuelana, que integra uma numerosa comunidade portuguesa.

    Direcção Nacional do CPPC

  • A CGTP-IN, o CPPC e o MPPM convidam-no a participar numa sessão de solidariedade e esclarecimento sobre a actual situação na Palestina, com a presença do Ex.mo Senhor Embaixador da Palestina em Portugal, Hikmat Ajjuri.

    Contam-se por muitas centenas as vítimas mortais, são milhares de feridos e dezenas de milhar de desalojados o resultado da criminosa agressão do governo israelita ao povo palestino da Faixa de Gaza, desde o dia 7 de Julho.

    De dia para dia, cresce a escalada de horror, a comunidade internacional, surda aos protestos que se levantam um pouco por todo o mundo, indiferente à dor e ao sofrimento de um povo martirizado por décadas de ocupação e repressão, assiste em silêncio ao massacre, um exercício de pura e genocida brutalidade praticado sobre uma população indefesa, por um dos mais poderosos exércitos do mundo.

    É tempo de dizer basta.

    Participantes na sessão:

    Fernando Maurício - CGTP

    José Baptista Alves - CPPC

    Maria do Céu Guerra - MPPM

     

     

  • O CPPC, o MPPM e o Teatro Extremo realizam na próxima sexta-feira, dia 1 de Agosto pelas 21h, uma sessão de solidariedade com o povo palestino.
    A sessão terá lugar no Teatro Extremo (Rua Serpa Pinto, 16 - Almada).

    Participa!

  • Mais de 200 pessoas encheram a sala Agostinho Fortes na Casa do Alentejo, para a sessão de solidariedade com o povo palestino promovida pela CGTP-IN, o CPPC e o MPPM.

    Para além das organizações promotoras, a sessão contou com a intervenção do Ex.mo Sr. Embaixador da Palestina em Portugal Hikmat Ajjuri, que fez um apanhado histórico para melhor enquadrar a situação que se vive actualmente na Palestina.

    No final da sessão foi reafirmado o compromisso dos presentes em continuar as acções de solidariedade e aprovada, por unanimidade, uma moção a dirigir aos órgãos de soberania portugueses.

  • Decorreu na Casa do Alentejo, no passado dia 27 de Março uma sessão de solidariedade com o povo sul-africano e com os povos de África promovida pelo Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) e pela Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses - Intersindical Nacional (CGTP-IN), com a participação de uma delegação da Central Sindical Sul-Africana - COSATU.

    Na sessão, para além de evocada a longa história de amizade e solidariedade entre os povos português e sul-africano foram também abordadas as especificidades e desafios das situações de cada país e internacionais e reafirmada a necessidade da unidade e convergência das forças progressistas para construir um futuro próspero, justo e de paz.

     

  • sessao de solidariedade com os povos da america latina 3 20180610 1259679040

    O CPPC promoveu no dia 7 de Junho na Casa do Alentejo, em Lisboa, uma sessão de solidariedade com os povos da América Latina. Intervieram Ilda FIgueiredo e Luís Carapinha, do CPPC, e Augusto Fidalgo, da Associação de Amizade Portugal-Cuba, os embaixadores em Portugal de Cuba e da Venezuela, Mercedez Martínez e Lucas Rincón, e ainda representantes do Partido dos Trabalhadores e do Partido Comunista do Brasil e activistas do Colectivo Andorinha.

    Nas diversas intervenções denunciou-se a ingerência dos EUA nos assuntos internos dos países latino-americanos. valorizou-se as conquistas alcançadas pelos processos progressistas que marcaram e marcam a região e reafirmou-se a solidariedade aos povos na sua antiga e persistente luta pela soberania, o progresso e a justiça social.

    Participaram ainda Joana Manuel e Rui Galveias, dos El Sur, que interpretaram temas de autores latino-americanos.

  • Sessão de Solidariedade com a Palestina

    13 de Setembro de 2014 | 21h

    Auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro

    com a participação de Filipe Ferreira da Direcção Nacional do Conselho Português para a Paz e Cooperação

    organização:
    Associação de Colectividades do Conselho do Barreiro
    Conselho Português para a Paz e Cooperação

    Apoio:
    Câmara Municipal do Barreiro

  • A Casa do Alentejo, em Lisboa, encheu-se ao final da tarde de dia 20 de Dezembro para uma sessão de solidariedade com a Palestina, promovida pelo CPPC em parceria com a CGTP-IN, o MDM e o MPPM.

    O ponto de partida foi a nova provocação dos EUA de reconhecerem Jerusalém como capital de Israel, mas em todas as intervenções se denunciou a longa e brutal ocupação sionista da Palestina e as desumanas violações dos mais elementares direitos humanos que sempre a acompanharam e a cumplicidade dos Estados Unidos.

    O CPPC esteve representado por Gustavo Carneiro, da direcção. Pela CGTP-IN interveio o Secretário-geral, Arménio Carlos, pelo MDM Regina Marques e pelo MPPM Carlos Almeida.

  • Contra a agressão dos EUA, Reino Unido, França e seus aliados

    Os povos do Médio Oriente têm sido vítimas de permanentes agressões protagonizados pelos EUA e seus aliados, nomeadamente da Europa e do Médio Oriente. São exemplo disso as guerras de agressão contra o Afeganistão, o Iraque, a Líbia ou a Síria.

    Também a agressão contra o Iémene, a ilegal ocupação dos territórios palestinianos por Israel e a sua repressão sobre o povo palestiniano – não esquecendo a decisão dos EUA de reconhecer Jerusalém como capital de Israel e de mudar a sua embaixada para esta cidade –, são exemplos da política belicista contra Estados soberanos e desrespeitadora da soberania e direitos dos povos do Médio Oriente por parte das potências ocidentais e seus aliados.

  • A sessão pública sobre a situação no Brasil, promovida pelo CPPC ontem, dia 14 de Abril, na Casa do Alentejo em Lisboa, foi um importante fórum de debate e de esclarecimento sobre um decisivo momento que se vive neste país, que contribuiu para desmontar a campanha de desinformação que tem vindo a ser desenvolvida e que igualmente tem eco em alguns meios de comunicação social em Portugal.

    Às intervenções da mesa por parte de Alcione Scarpin e Moara Crivelente juntaram-se vários contributos dos participantes, cidadãos portugueses e brasileiros, que tornaram clara a diversidade dos que reconhecem na tentativa de destituição da Presidente Dilma Roussef um autêntico golpe de Estado por parte dos sectores mais conservadores e retrógados da sociedade brasileira, ligados aos grandes interesses financeiros e económicos deste pais, que controlando grandes meios de comunicação social e contando com o apoio de elementos no sistema de justiça, procuram impor o que não conseguiram alcançar pela via eleitoral nas últimas eleições presidenciais.

  • Agrava-se a situação no Leste da Ucrânia.

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação manifesta a sua profunda preocupação pelo agravamento da situação na Região do Donbass depois de forças militares do Governo instalado em Kiev terem realizado operações militares, violando o cessar-fogo acordado em Minsk (Bielorrússia) a 5 de Setembro de 2014 e renovado em Dezembro passado - pelo chamado Grupo de Contacto Trilateral constituído pela Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), pela Ucrânia e pela Rússia -, bombardeando com artilharia pesada o aeroporto de Donetsk, zonas residenciais desta cidade e da vizinha cidade de Gorlovska, causando pelo menos trinta vitimas, entre feridos e mortos.

    Estes ataques são tanto mais preocupantes quanto o Governo de Kiev tinha sido recentemente advertido por sucessivas violações do cessar-fogo, causadas pelos militares às suas ordens, e pela manipulação de informações transmitidas, nomeadamente o recente ataque a um autocarro na zona de Donetsk, em que morreram 11 civis, que as autoridades de Kiev atribuem às Forças Populares das Regiões de Donetsk e Lugansk, mas que estas recusam liminarmente.

    O CPPC apela, uma vez mais, para que haja uma solução politica negociada na Ucrânia e condena a ingerência da NATO.

    Direcção Nacional do CPPC
    19 de Janeiro de 2015

     

  • 17 de Maio, às 19h00, na Casa do Alentejo, em Lisboa

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), a Associação de Amizade Portugal-Cuba (AAPC) e a Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses - Intersindical Nacional (CGTP-IN) organizam uma sessão pública de solidariedade com a América Latina que contará, para além de intervenientes destas organizações, com a participação de deputados de países latino-americanos.

    Divulga e participa!