Outras Notícias

Declaração da CELAC - Compromisso histórico com a Paz

ii cimeira da celac 1 20140131 1148936652

O Conselho Português para a Paz e Cooperação saúda a declaração da América Latina e das Caraíbas como «zona de Paz», assumida pelos chefes de Estado dos países membros da CELAC (Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos) na II Cimeira desta organização, que se realizou nos dias 28 e 29 de Janeiro em Havana, Cuba.

O CPPC valoriza particularmente o facto de, num momento em que um pouco por todo o Mundo, se verificam constantes ameaças à paz e à soberania de países e povos, em que a União Europeia e EUA militarizam cada vez mais as relações internacionais, e recorrem à agressão contra estados e povos para impor a sua influência e domínio, 33 chefes de Estado de uma região - que era, até há alguns anos, considerada o «pátio das traseiras» dos EUA - assumam o seu apego aos «princípios e normas do direito internacional», ao direito inalienável de cada estado escolher o seu sistema económico, político, social e cultural como condição essencial para assegurar a convivência pacífica entre as nações», à «solução pacífica das controvérsias na região e no Mundo» e à promoção do desarmamento nuclear como «objectivo prioritário» para manter a paz na região. Não menos relevante é o acordo unânime em não intervir nos assuntos internos de qualquer outro país e no peremptório repúdio do uso da força.

Saudando os povos da América Latina e das Caraíbas por esta relevante conquista, o CPPC apela a que sustentem esta declaração e contribuam para a sua concretização e a que prossigam a sua luta pelo encerramento das várias bases estrangeiras existentes na região. O CPPC faz votos que o exemplo da CELAC inspire análogos esforços de cooperação fraterna que conduzam a que sejam assumidos e concretizados compromissos semelhantes em outras regiões do Mundo.

 

Nova vitória de Cuba contra o iníquo bloqueio económico dos EUA

O Conselho Português para a Paz e Cooperação congratula-se com a importante vitória de Cuba na Assembleia–Geral da ONU na luta contra o bloqueio económico a Cuba. Foi no passado dia 29 de Outubro que, mais uma vez, com 188 votos a favor, e pela vigésima segunda ocasião consecutiva, a Assembleia-Geral das Nações Unidas solicitou aos Estados Unidos da América que ponha fim ao bloqueio económico, comercial e financeiro contra Cuba.

Ler mais...

Liberdade para os patriotas cubanos

Liberdade para os patriotas cubanos
Há 15 anos injusta e desumanamente presos nos EUA
 
O Conselho Português para a Paz e Cooperação associa-se aos cidadãos de todo o Mundo que hoje, dia 12 de Setembro de 2013, fazem questão de não deixar esquecer a enorme injustiça e sacrifício imposto aos cinco heróis cubanos presos nos Estados Unidos da América, ao longo dos últimos 15 anos.
 
Estes 5 patriotas cubanos, acusados de “conspiração por cometer espionagem”, condenados a penas que vão de 15 anos de prisão até duas prisões perpétuas, encontravam-se nos EUA a investigar uma rede terrorista que executava ataques contra a população cubana, a partir do território daquele país.
Ler mais...

15º aniversário da detenção dos patriotas cubanos

 
No passado dia 12 de Setembro cerca de 100 pessoas assinalaram o 15º aniversário da detenção dos patriotas cubanos, pelas autoridades norte-americanas, com a exigência da libertação imediata dos 4 cidadãos cubanos que ainda permanecem presos.
A concentração, promovida por um conjunto de organizações portuguesas, entre as quais o CPPC, contou também com a presença dos embaixadores de Cuba e da Venezuela.


Concentração - Libertação imediata dos 5 heróis cubanos!

Concentração
 
Libertação imediata dos 5 heróis cubanos!
 
12 de Setembro - 18h30
 
Largo Camões, Lisboa
 
"No próximo dia 12 de Setembro cumprem-se 15 anos desde a injusta e desumana prisão dos cinco herois cubanos, cujo único acto foi o de procurar desmascarar os planos de organizações terroristas, sediadas em Miami, as quais pretendiam e pretendem destruir e desestabilizar Cuba.
Ler mais...