Outras Notícias

70º Aniversário da Batalha de Stalinegrado (1943-2013)

O Conselho Português para a Paz e Cooperação e a Associação Portuguesa de Amizade e Cooperação Iúri Gagárin realizaram no passado dia 19 de Abril, no Clube Estefânia, a sessão “O 70º Aniversário da Batalha de Stalinegrado (1943-2013) e o significado da vitória sobre o nazi-fascismo na II Guerra Mundial – evocação e actualidade histórica”.
A sessão, que contou com a participação de mais de 40 pessoas, teve intervenções de José Baptista Alves, de Jorge Cadima e do Coronel António Pessoa.

 

70º aniversário do final da Batalha de Stalinegrado

No quadro do 70º aniversário do final da Batalha de Stalinegrado assinalado este ano, a Associação Portuguesa de Amizade e Cooperação Iúri Gagárin e o Conselho Português para a Paz e Cooperação realizam no dia 19 de Abril, no Clube Estefânia, na Rua Alexandre Braga, 24 (Metro Saldanha), às 18h30, um debate dedicado ao tema: “O 70º Aniversário da Batalha de Stalinegrado (1943-2013) e o significado da vitória sobre o nazi-fascismo na II Guerra Mundial – evocação e actualidade histórica” A iniciativa conta com a participação de José Baptista Alves, Jorge Cadima e do Coronel António Pessoa. Para o efeito temos o prazer de o convidar a estar presente, agradecendo-lhe a divulgação desta iniciativa.

 

Um ano após o ataque à Líbia - travar as novas guerras que se preparam

Cumpre-se um ano do início dos bombardeamentos da NATO à Líbia, que se iniciaram a 19 de Março de 2011 e se prolongaram ininterruptamente por sete meses.

Tratou-se de uma agressão externa, brutal e ilegítima, que provocou a morte de dezenas de milhares de pessoas, uma autêntica barbárie e catástrofe humanitária e a destruição de inúmeras infra-estruturas económicas e sociais do povo líbio.

Uma agressão que, levada a cabo a coberto da falsa intenção da «defesa dos civis» e dos «direitos humanos» e inaceitavelmente branqueada pelo Conselho de Segurança da ONU, mais não foi do que uma forma de os EUA e as potências da União Europeia substituírem um governo que mantinha uma relativa independência do seu país por outro a eles submetido.

Ler mais...