Outras Notícias

Paz e Direitos Humanos - Porto

 paz e direitos humanos porto 1 20181222 1941654926

O Conselho Português para a Paz e Cooperação assinalou, no Porto, no passado dia 11 de Dezembro, a Paz e a importância do Dia Internacional dos Direitos Humanos, por ocasião do 70º aniversário da Declaração Universal dos Direitos do Homem, com uma iniciativa em que participaram dezenas de pessoas e que incluiu música e palavras do advogado João Teixeira e intervenções diversas, designadamente de Ilda Figueiredo, presidente da direcção do CPPC, que abordou a importância e o contexto histórico do referido documento e a necessidade de continuar a exigir a sua aplicação na defesa da paz, de Márcia Oliveira advogada, que deu particular importância aos direitos das mulheres e à defesa da sua dignidade, do jornalista Vitor Pinto Basto que referiu alguns contextos internacionais onde a Declaração Universal dos Direitos Humanos é letra morta, referindo-se aos inúmeros muros desde os EUA/México, à Palestina e à própria Europa. Por fim, intervieram também com exemplos na área dos direitos do trabalhadores e das pessoas com baixos rendimentos, o sindicalista Francisco Figueiredo, Lino Soares do Movimento Erradicar a Pobreza e Avelino Gonçalves da presidência do CPPC, apelando à mobilização na defesa da dignidade humana e da paz.

Nos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos do Homem

nos 70 anos da declaracao universal dos direitos do homem 1 20181222 1978687797

Há precisamente 70 anos, a 10 de Dezembro de 1948, a Assembleia-geral das Nações Unidas aprovou a Declaração Universal dos Direitos do Homem. Este documento fundamental, traduzido em mais de 500 línguas e dialectos, contém os direitos de que goza todo o ser humano, só por existir: à igualdade, à liberdade, à vida, à segurança, à nacionalidade, à justiça, e aos direitos económicos, sociais e culturais – ao trabalho com direitos, à segurança social, à alimentação, ao vestuário, ao alojamento, à assistência médica e ainda quanto aos serviços sociais necessários, e tem direito à segurança no desemprego, na doença, na invalidez, na viuvez, na velhice, à educação, de tomar parte livremente na vida cultural da comunidade, de fruir as artes e de participar no progresso científico e nos benefícios que deste resultam – que alguns insistem em fazer esquecer.

Ler mais...

70 Anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos - Barreiro

 70 anos da declaracao universal dos direitos humanos barreiro 2 20190116 1495334778

A convite do Agrupamento de Escolas do Barreiro, o CPPC participou na Comemoração dos 70 Anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos que se realizou, no passado dia 10 de Dezembro, na Escola Básica D. Luís Mendonça Furtado, através de duas Sessões, uma com três Turmas dos 7º, 8º e 9º Anos e outra com duas Turmas dos 8º e 9º Anos, em que participaram dezenas de alunos e respetivas Professoras, bem como a Coordenadora da Cidadania, Prof.ª Célia Figueiredo. Anteriormente, em contexto de sala de aula e no âmbito da educação para a Cidadania, aqueles alunos tinham abordado os Direitos Humanos e, sobre eles, efetuado diversos trabalhos que se encontram expostos na Biblioteca.

Ler mais...

Sessão/Debate na Escola Secundária Luís de Freitas Branco

 sessao debate na escola secundaria luis de freitas branco 1 20181209 1995855709

No passado dia 29, realizou-se uma conferência/debate na Escola Secundária Luís de Freitas Branco (Paço de Arcos / Oeiras) que contou com a presença de mais de uma centena de alunos, professores e elementos da comunidade local, sócios da Associação “Desenhando Sonhos”.

Esta Sessão teve por base a exposição do CPPC “Pela Paz, Pela Segurança, Pelo Futuro da Humanidade”, exposta na Escola, de 19 a 30 de Novembro, por iniciativa da Associação de Reformados “Desenhando Sonhos” e pelo Centro Qualifica do Agrupamento de Escolas de Paço de Arcos e a sua abertura foi marcada pela leitura, em grupo, de um poema alusivo à Paz, escrito por alunos do 1º Ano, no âmbito da disciplina de Português.

Ler mais...