Outras Notícias

Apresentação do livro "Décadas de Luta pela Paz" no Porto

 

O livro «Décadas de Luta pela Paz» foi apresentado, segunda-feira, 5, no Porto, numa sessão realizada na Casa do Infante que contou com a participação do historiador e professor universitário Manuel Loff, o coordenador do grupo de trabalho que elaborou o livro, Gustavo Carneiro, e a presidente da direcção nacional do CPPC, Ilda Figueiredo, que assumiu a condução dos trabalhos.

Nas intervenções proferidas sublinhou-se a importância da obra em trazer para a actualidade aquelas que são causas antigas e de inegável importância, como a paz, o desarmamento e a solidariedade aos povos que enfrentam a agressão, a ingerência ou a opressão. Salientada foi também a abrangência que o movimento da paz alcançou - em questões como a exigência do desarmamento nuclear ou a solidariedade com os povos da África Austral ou Timor, entre muitos outros - e os valores que desde sempre o nortearam, e que são hoje mais actuais do que nunca.

Os oradores realçaram ainda o papel dos valores inscritos na Constituição da República Portuguesa e na Carta das Nações Unidas para a salvaguarda da paz e da segurança internacionais e na garantia dos direitos nacionais dos povos.

Pela paz, pela justiça social!

Solidário com os objectivos do Dia Nacional de Luta convocado pela CGTP-IN com o lema “Unidos para valorizar o trabalho e os trabalhadores”, em defesa da soberania, da justiça e do progresso social, o Conselho Português para a Paz e Cooperação participará, e convida todos a participar, nas manifestações convocadas para Lisboa e Porto no próximo dia 3 de Junho.

O ponto de encontro para os amigos que queiram participar com o CPPC será:

-Em Lisboa pelas 15h no Parque Eduardo VII, junto ao Marquês de Pombal e da Rua Joaquim antónio de Aguiar.

-No Porto pelas 15h junto à sede da Junta de Freguesia do Bonfim.

Pela Paz! Pelo direito à infância!

No Dia Internacional da Criança, que hoje se assinala, o Conselho Português para a Paz e Cooperação reafirma o seu apego aos direitos consagrados na Declaração Universal dos Direitos da Criança, aprovada pelas Nações Unidas em 1959, que lhes atribui o direito à igualdade, à alimentação, à habitação, à saúde, à educação gratuita, ao lazer, à protecção social, a socorro prioritário em caso de catástrofe, a protecção especial visando o «desenvolvimento físico, mental e social», contra o abandono e o trabalho infantil, e a «crescer dentro de um espírito de solidariedade, compreensão, amizade e justiça entre os povos».

Ler mais...

Concerto pela Paz - Coimbra 2017

 

O belo Concerto pela Paz – Coimbra 2017, organizado pelo Núcleo de Coimbra do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) e apoiado pela Câmara Municipal de Coimbra, decorreu na bela e Antiga Igreja do Convento S. Francisco, e contou com sala cheia.

O concerto contou com as actuações da Cooperativa Bonifrates, do coro "Segue-me à Capela", de João Queirós, de Ferreira Mendes à viola e voz e Fernando Monteiro, guitarra e Luísa Santos, voz, do grupo "Música com paredes de vidro", constituído por Fausto Neves no piano, Manuel Rocha ao violino e Hugo Brito também ao violino.
O inesquecível concerto finalizou com todos artistas participantes a entoar à capela a conhecida a "Pedra Filosofal" e com a certeza da vontade de todos em repetirem, para o ano, novo Concerto pela Paz.

As intervenções da noite ficaram a cargo do vice-presidente da Direcção Nacional do CPPC, Batista Alves, que sensibilizou os presentes para a necessidade de fortalecer a luta pela Paz, tendo agradecido ao
público, artistas, Câmara Municipal de Coimbra e a todos os que tornaram possível este fantástico concerto. Isabel Melo em nome do Núcleo de Coimbra do CPPC, falou sobre o trabalho do núcleo e agradeceu individualmente a todos os artistas.

 
 
 
 
+20