Outras Notícias

Saudação à Manifestação de 16 de Fevereiro de 2013

O Conselho Português para a Paz e Cooperação – CPPC – saúda a Manifestação Nacional, convocada pela CGTP-IN, para o dia 16 de Fevereiro e junta a sua voz aos que lutam contra a injustiça, a exploração e o empobrecimento, pelo emprego, pela saúde, a educação, segurança social e a habitação para todos. Por condições de vida dignas para todos os portugueses e portuguesas.
 
As políticas de austeridade e de desastre nacional, consubstanciadas nas medidas constantes no Orçamento de Estado para 2013 através da redução dos salários e das pensões, do aumento dos impostos e dos custos da habitação e dos bens de primeira necessidade, acresce-se a redução das verbas e meios para o cabal desempenho dos deveres sociais do Estado: educação, saúde e protecção social. Os trabalhadores, os pensionistas, os reformados e os portugueses e portuguesas de mais baixos recursos económicos são os mais violentamente afectados por estas políticas.
 
O desemprego, como consequência da recessão económica e dos despedimentos, cada vez mais facilitados e estimulados pelo governo, não pára de aumentar e conduz à pobreza, à exclusão social, à fome e miséria milhões de portugueses, muitos dos quais jovens com habitações profissionais e académicas elevadas, que são forçados a aceitar trabalhos menos qualificados e mal remunerados ou a emigrarem.
 
Pelo contrário os principais grupos económicos, sobretudo dos sectores não produtivos, vêem os seus lucros a aumentar de forma escandalosa. Portugal é um dos países da União Europeia com um dos mais injustos parâmetros de redistribuição do Rendimento Nacional.
 
Também no âmbito da política externa, o actual Governo tem vindo a demonstrar uma total subserviência aos interesses e às políticas das grandes potências económicas e militares da União Europeia e Estados Unidos da América, como ficou recentemente evidente na aceitação do tratado Orçamental da U.E.,no apoio à intervenção militar da França no Mali com o envio de militares portugueses para o Mali ou na aquiescência relativamente agressão de Israel à Síria.
 
O Conselho Português para a Paz e Cooperação defende um Portugal soberano no convívio pacífico entre nações, e está solidário com aqueles que lutam pelo progresso económico e social, incompatível com as medidas de discriminação e austeridade, e apelam para novas políticas que garantam a independência económica e política face ao exterior, assegurem o bem-estar de todos os cidadãos, permitam que todos os portugueses possam usufruir de uma vida digna no presente e ofereçam perspectivas de progresso às gerações futuras.
 
O CPPC saúda a CGTP-IN, os trabalhadores e outras camadas da população pela luta que têm vindo a travar contra estas políticas e por mais justas condições de vida, pela paz para o povo português.



 O CPPC participará nas manifestações em Lisboa e no Porto, os amigos que desejem participar connosco podem se encontrar em:
 
Lisboa - 14h00 Rua da Escola Politécnica junto ao Jardim do Príncipe Real
 
Porto - 14h45 Praça da Batalha junto ao cinema.