Outras Notícias

Ato Político Cultural | Pela Paz, Solidariedade com a Revolução Bolivariana

ato politico cultural pela paz solidariedade com a revol 1 20190213 2026508677

Colocando a defesa da paz como uma questão premente face à ameaça reiterada por Trump de agredir militarmente a Venezuela e o povo venezuelano, organizações portuguesas promovem um ato político-cultural no próximo dia 22 de Fevereiro, com inicio às 18h00, na Voz do Operário, em Lisboa.

Participarão solidariamente neste ato artistas como, 'El Sur', 'Freddy Locks', Jorge Rivotti, Sebastião Antunes e ainda Tiago Santos e Sofia Lisboa.

A defesa da paz, a solidariedade com a Revolução bolivariana é tão mais importante quando sobre a Venezuela se abate uma operação de ingerência e agressão, sustentada numa ampla campanha de desinformação que deliberadamente esconde que na raiz de dificuldades sentidas pelo povo venezuelano – que atingem também a comunidade portuguesa na Venezuela – está um feroz e desumano bloqueio económico e financeiro promovido pela Administração Trump.

Ler mais...

Solidariedade com Cuba

solidariedade com cuba 1 20190212 1417605847

Foi muito participada a sessão de Solidariedade com Cuba, com a presença da Embaixadora da República de Cuba em Portugal, Mercedes Martínez Valdés, ontem realizada no Palacete Viscondes de Balsemão, no Porto.

Na mesa, acompanharam a Embaixadora de Cuba, Ilda Figueiredo em representação do CPPC, Henrique Borges em representação da FENPROF, Sérgio Vinagre, em representação da Associação Porto com Cuba, e Augusto Fidalgo, em representação da Associação de Amizade Portugal- Cuba.

O 60º aniversário da revolução cubana, a luta corajosa e heróica do povo cubano que transformaram Cuba num exemplo para a América Latina e para o mundo, a sua solidariedade com os povos, de que foram dados exemplos, designadamente dos médicos cubanos em diversos países do mundo nos locais para onde os outros não querem ir. Apesar das dificuldades que continuam a enfrentar, designadamente o bloqueio económico dos EUA, que quase ninguém apoia na Assembleia Geral da ONU, Cuba resiste e é um farol para o mundo. Foram igualmente feitas referências à revolução bolivariana, às ingerências e ao bloqueio norte americano, ou ao Brasil que está a regredir com Bolsonaro.

As muitas dezenas de pessoas que participaram na iniciativa proclamaram a sua confiança na revolução cubana declarando que Cuba vencerá.

Venezuela – Governo português desrespeita princípios constitucionais e direito internacional

venezuela governo portugues desrespeita principios constitucionais e direito internacional 1 20190208 2083609172

É com profunda indignação que o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) constata que, tal como vinha anunciando, o Governo português, em frontal desrespeito pela Constituição da República Portuguesa e pelo Direito Internacional avançou com o reconhecimento da auto-proclamação do autêntico capataz dos EUA, Juan Guaidó, como “presidente” da Venezuela.

A condenável postura subserviente aos interesses dos EUA assumida pelo Governo português torna-o, não só cúmplice, como activo promotor, da manobra golpista em curso contra o legítimo Presidente da República Bolivariana da Venezuela, Nicolás Maduro e o regime constitucional venezuelano, que dá continuidade a duas décadas de desestabilização e ameaças contra a Republica Bolivariana da Venezuela e o povo venezuelano, que atingem igualmente a comunidade portuguesa que vive naquele país.

Ler mais...

Porto e Lisboa: a Venezuela Bolivariana não está só!

 porto e lisboa a venezuela bolivariana nao esta so 3 20190201 1364529631

 porto e lisboa a venezuela bolivariana nao esta so 1 20190201 2063713670

Como tantas vezes sucedeu nos últimos 20 anos, Porto e Lisboa deram expressão à solidariedade com a Venezuela Bolivariana, no momento em que está em curso mais uma operação golpista para derrubar as suas autoridades legítimas. Em Lisboa, a Casa do Alentejo transbordou, no dia 31, para condenar o golpe e a ingerência externa e manifestar confiança na capacidade do povo venezuelano em prosseguir o caminho que livremente decidiu, expresso em mais de duas dezenas de eleições, monitorizadas por observadores e organizações internacionais.

Pela tribuna passaram Amílcar Campos, do CPPC, Augusto Fidalgo, da Associação de Amizade Portugal-Cuba, Regina Marques, do MDM, Augusto Praça, da CGtP-IN, e os embaixadores de Cuba e da Venezuela, Mercedez Martínes e Lucas Rincón.

Ler mais...