Outras Notícias

Organizações venezuelanas pedem o desbloqueio de fundos ilegalmente retidos pelo Novo Banco

organizacoes venezuelanas pedem o desbloqueio de fundos ilegalmente retidos pelo novo banco 1 20190510 1510798838

Solidário com os seus objectivos o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) divulga carta de 19 organizações de defesa dos Direitos Humanos e movimentos sociais venezuelanos, entregue no passado dia 2 de Maio na Embaixada de Portugal na Venezuela, com o pedido de que o Governo português actue para que sejam desbloqueados 1543 milhões de euros do Estado Venezuelano, ilegalmente bloqueados no Novo Banco.

Ler mais...

Não à violência golpista! Defender a democracia e a paz na Venezuela!

revolucao bolivariana nao esta so 1 20190430 1254971819

O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) repudia mais uma tentativa de golpe de Estado na República Bolivariana da Venezuela perpetrada pela extrema-direita golpista, em coordenação e às ordens dos Estados Unidos da América, contra a soberania, a democracia e a paz na Venezuela.

Este é mais um negro episódio de um longo processo de desestabilização e violento bloqueio que, através da imposição da degradação das condições de vida dos venezuelanos, visa derrubar as legítimas instituições deste país e a reversão das conquistas alcançadas nas últimas duas décadas pelas forças bolivarianas, que puseram fim a décadas de domínio e saque das riquezas do povo venezuelano – como o petróleo – por parte dos EUA.

O CPPC, solidário com o processo soberano, democrático e emancipador iniciado com a vitória de Hugo Chávez nas eleições presidenciais de 1998 – e sufragado pelo povo venezuelano mais de duas dezenas de vezes ao longo dos últimos vinte anos –, expressa ao povo venezuelano, ao Comité de Solidariedade Internacional (COSI), e demais organizações e movimentos patrióticos, democráticos e progressistas venezuelanos a sua solidariedade e a confiança de que, uma vez mais, vencerão a ingerência e o golpismo, e continuarão o seu caminho na defesa de um futuro melhor, mais justo e de paz.

Direção Nacional do CPPC

#TiremAsMaosDaVenezuela #VenezuelaNoEstaSola #HandsOffVenezuela #ARevoluçãoBolivarianaNaoEstaSo #LaRevolucionBolivarianaNoEstaSola #TheBolivarianRevolutionIsNotAlone

CPPC condena atentados no Sri Lanka

cppc condena atentados no sri lanka 1 20190426 1929781863

O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) condena veementemente os atentados perpetrados no Sri Lanka, no dia 21 de Abril, que já provocaram a morte de mais de 300 pessoas e feriram muitas outras.

Manifestando o seu pesar ao povo do Sri Lanka e, em particular, às vítimas e seus familiares, o CPPC reafirma a sua frontal condenação das acções de grupos terroristas que têm provocado tantas vítimas em países do Médio Oriente, de África, da Ásia ou da Europa.

Ler mais...

CPPC participou em seminário em Lisboa

cppc participou em seminario em lisboa 1 20190426 1051875892

O Conselho Português para a Paz e Cooperação participou, no passado dia 18 de Abril, no “Seminário sobre a Promoção do Entendimento entre os Povos e a Construção conjunta da Iniciativa de Uma Faixa e Uma Rota”, organizado pela Associação do Povo Chinês para a Paz e o Desarmamento.

Leia a intervenção do CPPC, por Ilda Figueiredo, Presidente da Direcção Nacional:

Em nome do Conselho Português para a Paz e Cooperação agradeço o convite para participar neste colóquio, o que nos possibilita dar a conhecer os objectivos e a acção em defesa da paz, pelo desarmamento, pela cooperação e a amizade entre os povos que temos vindo a desenvolver em Portugal, mas também no quadro do Conselho Mundial da Paz, o qual integramos.

Ler mais...

CPPC visitou a Venezuela

solidariedade com a revolucao bolivariana 1 20190422 1215474582

O Conselho Português para a Paz e Cooperação, participou na 2ª Missão Internacional de Solidariedade com o povo venezuelano, que teve lugar em Caracas nos dias 12 a 14 de Abril. Na missão participaram dezenas de organizações menbro do Conselho Mundial da Paz e da Federação Mundial das Juventudes Democráticas, oriundas de todo o mundo.

As organizações expressaram a sua solidariedade para com o povo venezuelano e a sua luta em defesa da soberania, da independência, da autodeterminação e da paz, tendo também repudiado as tentativas por parte dos EUA e seus aliados para promover um golpe de Estado na Venezuela.

Ler mais...