Outras Notícias

Mais um barco de solidariedade impedido de chegar a Gaza

Solidário com o povo palestino e com as activistas que seguiam a bordo do “Barco de Mulheres para Gaza”, o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), repudia o novo acto de violência de Israel ao interceptar, no passado 5 de Outubro, e sequestrar mais um barco e a sua tripulação, que se dirigiam à Faixa de Gaza para denunciar o inumano bloqueio de Israel aquele território palestino.

A tripulação do barco agora aprisionado é constituída exclusivamente por mulheres, de diversas nacionalidades, vindas de Espanha, EUA, Suécia, Malásia, África do Sul, Austrália entre outros países.

Este barco insere-se no movimento Flotilha da Liberdade iniciado em 2010 ano em que o navio turco Navi Marmara que se dirigia para Gaza foi tomado por forças especiais israelitas, num ataque que provocou a morte de 10 dos activistas a bordo.

O apelo das tripulantes agora detidas é para que os governos de todo o mundo tomem uma posição contra o bloqueio ilegal de Gaza, inserido no apoio ao povo palestino e ao seu direito a resistir à ocupação, opressão e à injustiça.

Transmitimos o apelo para que todos os que defendem a causa do povo palestino, expressem a sua veemente condenação à ocupação israelita da Palestina de que o bloqueio da Faixa de Gaza é parte, e que exijam a imediata libertação das activistas agora detidas.

Liberdade para a Palestina!

Venezuela não se rende!

O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) realizou hoje, 1 de Setembro, em Lisboa um acto público de solidariedade com o povo venezuelano, que contou com a participação do Ex.mo Senhor Embaixador da República Bolivariana da Venezuela o General em Chefe Lucas Ríncon Romero, e da presença de vários outros diplomatas, de representantes de várias organizações portuguesas e várias outros activistas solidários com a Revolução bolivariana e com o direito inalienável do povo venezuelano de seguir o caminho que livremente escolher sem ingerências externas de qualquer natureza.

Leia a intervenção de Filipe Ferreira em representação do CPPC:

Ler mais...

Acto Público: Solidariedade com o Povo Venezuelano

Acção Mundial de Solidariedade com Venezuela, 29 de Agosto - 4 de Setembro de 2016

O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) alerta para a acção de provocação montada por sectores da oposição venezuelana em torno da “Tomada de Caracas”, anunciada para o próximo 1º de Setembro.

O CPPC denuncia a criminosa acção desestabilizadora e de carácter golpista de sectores e grupos da direita venezuelana que, concertadas com os EUA, têm vindo a praticar a violência – incluindo assassinatos – e a sabotagem económica, acompanhadas de operações mediáticas de manipulação da opinião pública, de modo a levar a cabo uma nova escalada de ingerência externa na Venezuela.

Ler mais...

Solidariedade com o povo brasileiro

Face à consumação do autêntico golpe institucional contra o Povo Brasileiro, com destituição de Dilma Rousseff, eleita Presidente com 54 milhões de votos dos cidadãos brasileiros e afastada da Presidência por 61 votos de senadores sem qualquer justificação juridicamente válida, o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) manifesta a sua solidariedade a Dilma Rousseff, ao povo brasileiro, ao CEBRAPAZ e a todas as forças progressistas brasileiras que continuam a defender a democracia, a justiça, o progresso social.

O CPPC sublinha que o povo brasileiro tem sido alvo de ataques contra a democracia e o Estado de direito, organizados por sectores anti-democráticos e retrógrados, que têm recorrido aos mais graves processos e acções de subversão da ordem constitucional brasileira, fomentadas pelos grandes grupos económico e financeiros, procurando alcançar os objectivos que não conseguiram pela via eleitoral: remover a Presidente legitimamente eleita e reverter as conquistas progressistas conquistadas pelo povo brasileiro.

Ler mais...

Taça Hugo Chavéz - Lisboa

Ontem dia 24 de Julho, em Lisboa, decorreu mais uma edição da Taça Hugo Cháves em Portugal, vários jogos de futebol promovidos pela representação diplomática da República Bolivariana da Venezuela em Portugal, juntaram vários jogadores que incluíram, activistas do CPPC, cidadãos venezuelanos e outros amigos da Revolução Bolivariana.

O encontro, que mais uma vez ficou marcado pelo clima festivo e de amizade, celebra a figura de Hugo Chávez e foi realizado no quadro das comemmorações da data do seu nascimento 28 de Julho, e promove ideal por si defendido da prática do desporto como um direito e parte fundamental do desenvolvimento do ser humano como um todo.