Outras Notícias

solidariedade

  • Solidariedade com a América Latina em debate do CPPC

    solidariedade com a america latina em debate do cppc 1 20201102 2012942739
     
    O salão da Casa do Alentejo voltou a acolher, nas condições especiais ditadas pela epidemia de COVID-19, uma sessão pública do CPPC de solidariedade com a América Latina. Na mesa, com Ilda Figueiredo, estavam os embaixadores de Cuba e da Venezuela em Portugal, Mercedes Martínez e Lucas Rincón Romero.
    A animar os presentes estavam as recentes vitórias na Bolívia e no Chile – no primeiro caso, a retumbante vitória eleitoral do MAS, derrotando o golpe de Estado de há um ano; no segundo, o referendo por uma nova Constituição, que desferiu um golpe fatal no que resta do fascismo de Pinochet. Mas apesar destes importantes avanços, prossegue a ação desestabilizadora dos EUA e das oligarquias ao seu serviço, denunciaram na ocasião os dois diplomatas.
  • SOLIDARIEDADE COM A AMÉRICA LATINA EM LUTA

  • Solidariedade com a luta do povo brasileiro em Lisboa

    solidariedade com a luta do povo brasileiro em lisboa 1 20210712 1698877810

    Realizou-se na praça do Rossio, em Lisboa, no passado dia 3 de julho, uma ação em defesa da democracia no brasil com o lema «Fora Bolsonaro», na qual o CPPC esteve presente e interveio apresentado a sua solidariedade para com os democratas brasileiros e para com a luta do povo brasileiro pelo progresso social.

  • Solidariedade com a luta do povo brasileiro no Porto

    solidariedade com a luta do povo brasileiro no porto 1 20210712 1399256254

    O CPPC esteve presente na ação «Fora Bolsonaro» de dia 3 de julho que teve lugar no Porto, onde foi representado pela presidente da Direção Nacional do CPPC, Ilda Figueiredo, que interveio para afirmar a solidariedade do CPPC com a luta por um Brasil de progresso social.

  • Solidariedade com a luta dos professores

    solidariedade professores

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) solidariza-se com a luta dos professores e saúda a realização da manifestação de dia 11 de fevereiro, convocada pela Federação Nacional dos Professores (FENPROF) e outros sindicatos da área da educação, acompanhando as suas reivindicações na valorização da sua profissão, das suas carreiras e pela defesa da escola pública.
    O CPPC destaca a importância da escola pública e dos professores para a educação das crianças, jovens e cidadãos de todas as idades, o que é fundamental para o desenvolvimento do país.
    Empenhado na educação para a paz e no desenvolvimento de uma cultura de paz, o CPPC desenvolve com escolas, professores e organizações sindicais um trabalho conjunto ou convergente de grande importância na formação de cidadãos empenhados na defesa da paz e da solidariedade entre os povos.
  • Solidariedade com a Palestina

    solidariedade palestina nov2022

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) não esquece o corajoso povo palestino e a sua luta para viver em paz, livre e independente, num Estado soberano e viável com as fronteiras anteriores a 4 de julho de 1967 e capital em Jerusalém oriental.
    As ilegalidades e crimes do regime de Israel contra o povo palestino são inúmeros e de gravidade extrema, mas prosseguem com a conivência dos que, por oportunismo, efetiva cumplicidade ou, simplesmente, curvados perante o grande protetor do sionismo, os Estados Unidos da América (EUA), fazem de conta que não leem, não ouvem, nem veem:
    -A expulsão de palestinos dos seus locais de residência e a apropriação dos seus bens; os milhares de detenções administrativas e prisões arbitrárias, maus tratos e tortura de prisioneiros, incluindo de menores de idade; a reiterada repressão militar de protestos pacíficos, acumulando centenas de mortes e feridos civis; a demolição de infraestruturas, prédios habitados ou bairros inteiros, e massacre dos seus habitantes; o isolamento de comunidades palestinas, em guetos; as restrições à liberdade de circulação, dentro do próprio território palestino, com efeitos perversos no dia-a-dia da população, incluindo no transporte de doentes; o confisco de milhares de hectares de terras e vilas, e a usurpação dos recursos naturais e das melhores terras agrícolas; a incessante expansão de colonatos (Cisjordânia, Gaza e Jerusalém oriental), confinando os palestinos a cerca de 12% da palestina histórica; a transferência compulsória de propriedades de palestinos, situadas em território israelita, para judeus ou entidades judaicas; a construção de um muro de betão, 85% do qual dentro de território ocupado, cercando os territórios palestinos e separando milhares de proprietários das respetivas propriedades.
  • Solidariedade com a Palestina - Braga - Agosto de 2014

    solidariedade com a palestina - braga - agosto de 2014 1 20140828 1891288051

    Cerca de duzentas pessoas na vigília de solidariedade com o povo da Palestina em Braga

    Cerca de duas centenas de pessoas associaram-se, na noite de ontem à vigília promovida, na Arcada, em Braga, pela União de Sindicatos de Braga, pelo Conselho Português para a Paz e Cooperação, e pelo Movimento “Solidariedade.com.a.Palestina”, pela Paz, em solidariedade com a Palestina e com o seu povo, contra a guerra criminosa e opressora levada a cabo pelo Estado de Israel.

  • Solidariedade com a Palestina - Porto - Agosto de 2014

    solidariedade com a palestina - porto - agosto de 2014 1 20140828 1540972229

    No acto público de solidariedade com a Palestina, realizado na manhã do dia 9 de Agosto, no Porto, participaram cerca de 200 pessoas e intervieram representantes de várias organizações que apoiaram a iniciativa do Conselho Português para a Paz e Cooperação.

  • Solidariedade com a Palestina em Lisboa

    O Lago de Camões, em Lisboa, encheu-se ao fim da tarde de hoje, com a presença convicta e combativa de activistas pela paz e pelos direitos do povo palestino.

    Num acto público promovido por mais de 50 organizações e que recolheu o apoio de mais de 100 personalidades, ouviram-se as intervenções de representantes do Conselho Português para a Paz e Cooperação, da Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses – Intersindical Nacional, do Movimento Democrático de Mulheres e do Movimento pelos Direitos do Povo Palestino e a Paz no Médio Oriente, organizações que lançaram o apelo para a realização da iniciativa.

  • Solidariedade com a Palestina em Lisboa: Intervenção do CPPC

    Leia a intervenção do Conselho Português para a Paz e Cooperação na iniciativa desta tarde no Largo de Camões em Lisboa:

    Basta de crimes! Não à provocação de Trump!
    Liberdade para a Palestina!
    Paz no Médio Oriente!

  • Solidariedade com a Palestina no Porto

    Realizou no final da tarde de 15 de Maio uma iniciativa na Praça da Palestina, no Porto, de solidariedade com a Palestina e de denúncia dos massacres que causaram mais de 60 mortos e feriram mais de 2700 pessoas no mesmo dia em que os EUA abriram a sua embaixada em Jerusalém contra as resoluções da ONU e o direito internacional e quando se assinalam os 70 anos da Nakba, a grande tragédia.

    Ali se gritou Palestina Vencerá!Não à provocação, fim à ocupação! Ali estavam presentes cerca de duas centenas de pessoas a apoiar os protestos legítimos e vigorosos do povo palestino, a denunciar a violenta e criminosa repressão contra os que na Palestina estão neste momento também nas ruas a lutar pelos seus direitos e pela paz.

  • Solidariedade com a República Bolivariana da Venezuela

    Face às acções de provocação e desestabilização e aos actos de violência e destruição perpetrados na República Bolivariana da Venezuela por sectores mais reaccionários da oposição, o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) condena firmemente tais acções e actos e expressa toda a solidariedade com o povo venezuelano na sua luta corajosa na defesa da Revolução Bolivariana e dos importantes desenvolvimentos económico, social e cultural já conseguidos.

    Tais ataques violentos, da parte de forças reacionárias da oposição, demonstram que aqueles que perderam sucessivas eleições continuam a recorrer a todos os meios, incluindo a violência, para tentar alterar a ordem constitucional e anular a vontade do povo venezuelano, livremente expressa em sucessivas eleições presidenciais, nacionais, regionais e locais. O que se passa demonstra que não olham a meios para pôr em causa os importantes passos e contributo dado pela República Bolivariana na consolidação da soberania da Venezuela e para a evolução solidária e progressista da América Latina.

  • Solidariedade com a República Bolivariana da Venezuela

     

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) reafirma o seu apoio ao povo venezuelano e à Revolução Bolivariana, a exemplo do que tem feito ao longo dos anos, designadamente quando as forças reaccionárias pretendem, através de uma violenta campanha anti-democrática, pôr em causa as escolhas do povo venezuelano e os seus dirigentes democraticamente eleitos.

    Assim, além de estar empenhado, em conjunto com outras organizações, na realização de acções de solidariedade com a Revolução Bolivariana, o CPPC torna clara a sua firme condenação da recente tentativa de golpe de Estado contra o Governo da Venezuela e o seu legítimo Presidente, Nicolás Maduro, bem como das manobras de desestabilização política, económica e mediática levadas a cabo pelas forças reaccionárias venezuelanas com apoios estrangeiros.

  • Solidariedade com a República Bolivariana da Venezuela em Coimbra

    5 Março , quinta-feira, 21h30 no ATENEU
    (rua do Cabido- Coimbra)

    Na sessão promovida pelo CPPC e a AAPC será exibido o documentário "A revolução não será televisionada" de Kim Bartley e Donnacha O'Briain seguido de debate sobre a situação na Venezuela.

  • Solidariedade com a Revolução Bolivariana

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação, participou hoje na acção de solidariedade com a Revolução Bolivariana, que reuniu um alargado conjunto de organizações e cidadãos progressistas. As organizações presentes entregaram ao Exmo. Sr. Embaixador da República Bolivariana da Venezuela várias tomadas de posição expressando o seu apoio ao povo venezuelano.

     

  • Solidariedade com a Revolução Bolivariana

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação convida todos os amigos e amigas a participarem na Sessão de Solidariedade com a Revolução Bolivariana a realizar no próximo dia 5 de Março na Casa do Alentejo em Lisboa pelas 18h30.

    A iniciativa promovida pelo CPPC a CGTP-IN e a AAPC contará com a participação da embaixada da República Bolivariana da Venezuela.

    Participa!

     

  • Solidariedade com a Revolução Bolivariana

  • SOLIDARIEDADE COM A REVOLUÇÃO BOLIVARIANA

    No âmbito do aniversário do golpe, ocorrido em 2002, contra o então presidente da Venezuela Hugo Chávez, decorreu na Casa da Paz, no passado dia 9 uma sessão com a participação do Ex.mo Senhor Embaixador da República Bolivariana, General Lúcas Rincon.

    Nesta iniciativa foi possível assistir ao documentário "Um Golpe e uma Carta".

     

     

     

  • Solidariedade com a Revolução Bolivariana

  • Solidariedade com a Revolução Bolivariana

    solidariedade com arevolucao bolivariana 1 20191007 1113406533