Outras Notícias

Educação para a Paz - Algarve

O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), em colaboração com o Sindicato dos Professores da Zona Sul (SPZS), realizou quatro importantes iniciativas de educação para a paz nas escolas EB 2,3 de Montenegro, em Faro, Escola Básica e Secundária de Albufeira e Escola Secundária de Loulé, em que participou Ilda Figueiredo e Carla Sofia Magalhães pelo CPPC e Isa Martins pelo SPZS.
Nestas iniciativas, muito animadas e de grande significado no momento presente, realizadas nos dias 10 e 11 de março, participaram cerca de 300 alunos e professores, e incluíram debates sobre a importância da defesa da paz, a rejeição do recurso à guerra para resolver conflitos, as alternativas da negociação, da diplomacia, da cooperação, a defesa da Constituição da República Portuguesa, designadamente os seus artigos 13º (igualdade) e 7º (relações internacionais), a solidariedade com o povo ucraniano e todos os povos vítimas das guerras.
Foi igualmente salientada a importância das iniciativas “Parar a guerra! Dar uma oportunidade à Paz!”, que estão a decorrer por todo o país, e a assinatura da petição, que o CPPC promove, visando a assinatura e ratificação por Portugal do Tratado de Proibição das Armas Nucleares, tendo sido distribuídos documentos aos alunos e às escolas.

Educação para a Paz em Lisboa

No âmbito do programa Educação para a Paz promovido pelo CPPC, realizaram-se recentemente duas sessões nas turmas de 4º ano do 1º ciclo da Voz do Operário, em Lisboa, (17 de fevereiro e 14 de março), com a presença de 40 participantes onde, num primeiro momento, falaram do que era para si a PAZ, assistiram a uma apresentação multimédia e foram convidados/as a pintarem uma pomba.
Durante a apresentação, feita pela activista da paz Maria do Rosário Amador, abordou-se o significado da palavra, a nível linguístico, mundial e individual; falou-se da Constituição da República Portuguesa e, através de poesia e algumas músicas de géneros diferentes, da necessidade da defesa da PAZ!
Nas duas sessões foram recolhidas assinaturas da Petição sobre a ratificação por Portugal do Tratado de Proibição de Armas Nucleares, bem como distribuído o folheto explicativo, junto dos professores e outros trabalhadores da Instituição.

Porto | Parar a Guerra! Dar uma Oportunidade à Paz!

No dia 10 de Março, o Conselho Português para a Paz e Cooperação organizou diversas ações de rua, juntando centenas de pessoas por todo o país, sob o título "Parar a guerra dar uma oportunidade à Paz". Reafirmou-se a urgência de pôr fim à escalada do conflito, promover o diálogo e as negociações, alcançar acordos que sirvam o interesse da paz e da cooperação entre os povos!

Lisboa | Parar a Guerra! Dar uma Oportunidade à Paz!

E ainda em Lisboa, no dia 10 de Março, o Conselho Português para a Paz e Cooperação organizou diversas ações de rua, juntando centenas de pessoas por todo o país, sob o título "Parar a guerra dar uma oportunidade à Paz". Reafirmou-se a urgência de pôr fim à escalada do conflito, promover o diálogo e as negociações, alcançar acordos que sirvam o interesse da paz e da cooperação entre os povos!

Santarém | Parar a Guerra! Dar uma Oportunidade à Paz

No dia 10 de Março, o Conselho Português para a Paz e Cooperação organizou diversas ações de rua, juntando centenas de pessoas por todo o país, sob o título "Parar a guerra dar uma oportunidade à Paz". Reafirmou-se a urgência de pôr fim à escalada do conflito, promover o diálogo e as negociações, alcançar acordos que sirvam o interesse da paz e da cooperação entre os povos
Em Santarém foi assim!