Outras Notícias

Pelo imediato cumprimento do direito do povo sarauí à autodeterminação!

pelo imediato cumprimento do direito do povo saraui a autodeterminacao 1 20211029 1275682083

O imediato reconhecimento do inalienável direito do povo sarauí à autodeterminação é uma exigência que urge ver cumprida e que reclama a solidariedade de todos quantos aspiram a um mundo de paz.
A violenta opressão exercida pelo Reino Marrocos sobre o povo sarauí, com décadas de ilegal ocupação de territórios do Saara Ocidental, associadas ao reiterado incumprimento das resoluções da ONU e de acordos, em particular do acordo de 1991 que prevê um referendo sobre a independência do Sara Ocidental, exige uma firme denuncia e condenação.
As sistemáticas, graves e persistentes violações dos direitos laborais e outros direitos sociais dos trabalhadores e do povo sarauí marcam a ocupação marroquina do Saara Ocidental. Uma situação cujas raízes radicam no estatuto final ainda não determinado deste território reconhecido pelas Nações Unidas como não-autónomo (desde 1966).
Ler mais...

Solidariedade com o Povo Brasileiro

solidariedade com o povo brasileiro 1 20211010 2020859623

O Conselho Português para a Paz e Cooperação tem estado presente e solidário com a luta do povo brasileiro pela democracia e pelo progresso social das várias ações que têm sido realizadas no âmbito da campanha " Fora Bolsonaro".
Na ação realizada no dia 7 de Setembro, Ilda Figueiredo saudou, em nome do CPPC, o aniversário da independência do Brasil, recordando a revolução portuguesa do 25 de Abril e os princípios inscritos no artigo 7º da Constituição da República Portuguesa. Foi ainda manifestada a solidariedade do CPPC com todos os que lutam por um Brasil democrático e de progresso social.
Para o próximo dia 2 de Outubro está marcada uma nova ação "Fora Bolsonaro" a que o CPPC voltará a dizer presente!, reforçando a afirmação da sua solidariedade com o povo Brasileiro.

Cerimónia evocativa das vítimas de Hiroxima e Nagasaki - Município do Seixal

cerimonia evocativa das vitimas de hiroxima e nagasaki municipio do seixal 1 20210823 1246265114

No passado dia 6 de agosto foram assinalados os trágicos bombardeamentos nucleares dos EUA contra as cidades japonesas de Hiróxima e Nagasaki. A cerimónia teve lugar no Jardim da Paz, situado na Cruz de Pau, no Múnicipio do Seixal, e contou com presença de Joaquim Santos, Presidente da Câmara do Seixal, Ushio Shigeru, embaixador do Japão em Portugal e Zulmira Ramos, membro da Direção Nacional do Conselho Português para a Paz e Cooperação.
O dia foi assinalado de forma simbólica com a plantação de uma oliveira, como símbolo da paz, e com o hastear a meia-haste das bandeiras de Portugal, do Japão e dos Municípios pela Paz em memória das vitimas destes cruéis ataques nucleares.
Na intervenção feita pelo CPPC, Zulmira Ramos lembrou as vítimas e o sofrimento causado por esta ação desumana dos EUA, alertando também para o risco que a utilização de apenas uma pequena fração dos arsenais de armas nucleares hoje existentes iria representar para a vida na Terra. Por isso, afirmou a exigência do fim de todos as armas nucleares e de todas as armas de destruição massiva, bem como a exigência que se coloca a todos os países, incluído Portugal, da assinatura e ratificação do tratado de Proibição de armas Nucleares, tratado já em vigor no âmbito da ONU.

Conferência | Liberdade para o Saara Ocidental

conferencia liberdade para o saara ocidental 1 20210823 1379160112

Realizou-se no passado dia 13 de Julho, na UPP - Universidade Popular do Porto, a Conferência «LIBERDADE PARA O SAARA OCIDENTAL», por iniciativa do Conselho Português para a Paz e Cooperação e da UPP. A conferência teve formato presencial e online, tendo contado com a participação de Henrique Borges, professor, Ilda Figueiredo, do CPPC, Jorge Ribeiro, jornalista, e Sérgio Vinagre, da UPP, entre outros.
Esta foi uma acção de solidariedade com o povo do Saara Ocidental onde uma vez mais se exigiu:
O fim da ocupação marroquina do Saara Ocidental;
-A instalação de um mecanismo permanente da ONU para o acompanhamento do respeito dos direitos humanos do povo saarauí nos territórios ocupados;
-A libertação dos presos políticos saarauis nas prisões marroquinas;
-O respeito pelo inalienável direito à auto-determinação do povo saaraui;
- Uma posição clara do Governo português de condenação das agressões do Reino de Marrocos contra o povo saarauí e de exigência do cumprimento das deliberações da ONU quanto ao Saara Ocidental.

Fim ao bloqueio! Cuba Vencerá!

fim ao bloqueio cuba vencera 1 20210727 1291418817

A solidariedade com a Revolução e o povo cubanos fez-se ouvir bem alto no dia 15, junto à Embaixada daquele país em Lisboa. Na concentração, promovida pelo CPPC em parceria com a CGTP-IN e a Associação de Amizade Portugal-Cuba (a que se juntaram outras organizações), denunciou-se o bloqueio e a instrumentalização dos problemas por este causados para desestabilizar Cuba e abrir caminho a novas e mais graves ofensivas contra a sua soberania e as condições de vida do seu povo.
Nas intervenções de Gustavo Carneiro (CPPC), Libério Domingues (CGTP-IN), Eduardo Fonseca (AAPC) e Simão Bento (da Associação Projeto Ruído) valorizou-se a solidariedade que Cuba presta aos povos de todo o mundo, nomeadamente mas não só no plano da assistência médica, e rebateu-se as mentiras veiculadas pela generalidade da comunicação social, que chega ao ponto de mostrar imagens de outros países como se fossem de Cuba ou de propositadamente confundir manifestações massivas em defesa da Revolução como se se tratassem de protestos.
«Cuba Sim! Bloqueio Não» e «Cuba Vencerá» foram algumas das palavras de ordem entoadas.
Ler mais...