Outras Notícias

  • CPPC expressa condolências pelo falecimento de Roland Weyl 30-04-2021

      O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) lamenta profundamente o falecimento de Roland Weyl, no passado dia 20 de abril. Advogado, anti-fascista,...

  • Faleceu Carlos do Carmo 04-01-2021

    Ao tomar conhecimento do falecimento de Carlos do Carmo, personalidade ímpar da cultura portuguesa, da música, um dos maiores intérpretes do fado, democrata e...

  • CPPC homenageia Rui Namorado Rosa e 70 anos de luta pela paz 17-03-2019

    O CPPC homenageou Rui Namorado Rosa, membro da sua Presidência e que durante anos assumiu as funções de presidente e vice-presidente da direcção nacional. A...

  • Faleceu Armando Caldas 13-03-2019

    Hoje, 13 de Março de 2019, o encenador e actor, membro da Presidência do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), Armando Caldas, deixou-nos. Com um...

  • Homenagem a Rui Namorado Rosa 11-03-2019

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação tem o privilégio de contar com a participação, nos seus órgãos sociais, de Rui Namorado Rosa, que foi seu...

No momento em que se aproximam as eleições presidenciais na Venezuela, e considerando este um momento de grande importância, não só para o povo venezuelano, mas para toda a América Latina o CPPC enviou a seguinte carta ao Sr. Embaixador da República Bolivariana da Venezuela em Portugal:

Senhor Embaixador da República Bolivariana da Venezuela
 
O povo português, mau grado as dificuldades económicas que hoje o país atravessa – geradas por logros de política interna praticados ao arrepio da Constituição de República e pela gula sem limites do capital apátrida – mantém-se fiel aos princípios e ideais da Revolução de Abril de 1974 que colocaram Portugal nos caminhos do Progresso, da Justiça Social e da Solidariedade com todos os povos da Terra, dando continuidade à luta sem tréguas pela sua concretização.
 
É neste contexto que o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), interpretando o sentimento e o crer do povo português, manifesto na sua Constituição, vem, na pessoa de V. Exa, expressar ao povo da República Bolivariana da Venezuela o seu mais veemente desejo que as eleições de 7 de Outubro sejam mais um passo na transformação progressista e na concretização de um futuro melhor para os Venezuelanos, para a América Latina e para o Mundo.
 
A Direcção do CPPC