Outras Notícias

falecimento

  • O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), ao tomar conhecimento do falecimento de Mário Ruivo, prestigiado professor e investigador, ativista da democracia e da paz, membro da Presidência do CPPC, lamenta a perda do cidadão exemplar e expressa o seu pesar.

    Ao longo de toda a sua vida, e desde ainda durante o fascismo, Mário Ruivo foi um combatente pela liberdade e pela democracia, tendo desempenhado funções nos governos provisórios durante a Revolução de Abril. Como professor e investigador ganhou grande projeção no domínio das ciências do mar, mantendo o empenhamento nas causas sociais e na promoção das causas da paz em particular, tendo participado em numerosas iniciativas de solidariedade com os povos vítimas da guerra e da opressão, com destaque para a causa da Palestina.

    Neste momento difícil, a direção do CPPC expressa à família de Mário Ruivo as suas mais sentidas condolências e regista o reconhecimento pelo seu exemplo de destacado militante da democracia e de ativista da paz.

    A Direcção Nacional do CPPC

  • O Conselho Português para a Paz e Cooperação expressa o seu pesar pelo falecimento de Fidel Castro, líder da Revolução Cubana, ontem dia 25 de Novembro, aos 90 anos de idade, dirigindo as suas condolências ao Governo, ao Movimento Cubano pela Paz e pela Soberania dos Povos e ao povo cubanos neste momento de dor.

    Ao longo da sua vida Fidel Castro foi um abnegado lutador pela Paz, a soberania, a democracia, a liberdade, o progresso social, pelo desarmamento nuclear, a justiça, a cultura, a amizade e cooperação entre os povos, pela causa libertadora dos trabalhadores e dos povos de todo o mundo. O seu exemplo permanecerá para sempre na memória de todos os amantes do progresso, justiça social e paz.

    Afirmando que continuaremos a nossa luta pelos mesmos ideais que orientaram a sua vida, tomando o seu percurso de vida como um exemplo de compromisso com a justiça social e com a defesa da Paz.

    Até a vitória, sempre!

    26 de Novembro de 2016

    Direcção Nacional do CPPC

  • falecimento de antonio arnaut 1 20180523 1671294594

    “Tudo o que o que fizerem pela Paz, fazem pela Humanidade!”

    A Direcção Nacional do Conselho Português para a Paz e Cooperação manifesta o seu pesar pelo falecimento de António Arnaut, membro da Presidência do CPPC e uma das suas mais prestigiadas referências.

    A Direcção Nacional do CPPC endereça as suas sentidas condolências à família de António Arnaut e manifesta-lhe o seu pesar pela perda de tão insigne e empenhado amante da Paz, companheiro de sempre e para sempre na luta pela Paz e pela Cooperação, Amizade e Solidariedade entre os Povos para a emancipação e o progresso da Humanidade.

    Nesta hora de pesar, recordamos as suas palavras num contacto da Direcção do CPPC efectuado na passada quinta feira “ Continuem. Tudo o que o que fizerem pela Paz, fazem pela Humanidade!”

    Continuaremos!

    21 de Maio de 2018
    Direcção Nacional do CPPC

  • falecimento de vitor silva 1 20180808 1972098807

    A Direcção Nacional do Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) lamenta informar do falecimento de Vítor Silva, ocorrido na madrugada de hoje. Membro do CPPC e da sua Direcção desde a década de noventa, era actualmente membro da Mesa da Assembleia da Paz e da Presidência do CPPC.

    Nascido em 6 de Maio de 1937, Vítor Silva foi bancário e dirigente sindical tendo dedicado os anos finais da sua vida à causa da paz com empenhada participação no Conselho Português para a Paz e Cooperação e no Movimento pelos Direitos do Povo Palestino e pela Paz no Médio Oriente.

    À sua família e amigos endereçamos sentidos pêsames.

    O CPPC informa que o velório de Vítor Silva se realizará na Igreja de São Francisco de Assis, Avenida Afonso III, em Lisboa, a partir das 18h de hoje e que o seu funeral terá lugar no cemitério dos Olivais, em Lisboa, amanhã dia 9 de Agosto às 18h30, onde será cremado.

    8 de Agosto de 2018
    A Direcção Nacional do CPPC

  •  

    A Direcção Nacional do CCPC lamenta informar o falecimento do membro da sua Presidência Dr. Luís de Melo Biscaia, prestigiado antifascista que integrou a campanha do General Humberto Delgado. Autarca por três mandatos na Câmara Municipal da Figueira da Foz foi um destacado militante da causa da paz.

    À sua família endereçamos sentidos pêsames.

    A Direcção Nacional do CPPC

  • Perante o falecimento do Presidente da República Árabe Saarauí Democrática e Secretário-geral da Frente Polisário, Mohamed Abdelaziz, ocorrida no dia 31 de Maio, o CPPC enviou a seguinte nota de condolências.

    «À Frente Polisário,

    Foi com profundo pesar que o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) tomou conhecimento do falecimento do Presidente da República Árabe Saarauí Democrática (RASD) e Secretário-geral da Frente Polisário, Mohamed Abdelaziz.

    Combatente, desde a primeira hora, na luta pela concretização do direito à autodeterminação e independência do Sara Ocidental, primeiro contra a colonizador espanhol e depois contra o ocupante marroquino, Mohamed Abdelaziz, dedicou a sua vida à causa da emancipação do seu povo.

    O respeito do direito do povo sarauí à autodeterminação e independência, tal como é reconhecido pela Organização das Nações Unidas, é a única solução viável para o conflito no Saara Ocidental, pondo fim à última colónia no continente africano.
    O CPPC manifesta ao povo saarauí, à Frente Polisário e à RASD as suas mais sentidas condolências e reafirma a sua vontade e disponibilidade para continuar a sua acção solidária para com a sua justa luta.»

  • Estimados amigos do o Conselho Português para a Paz e Cooperação:

    É com muito pesar e com manifestações das nossas mais solidárias condolências que o Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz) lamenta a perda do grande combatente pela paz, o companheiro Silas Cerqueira, nesta segunda-feira, 22 de agosto de 2016.

    Dirigimo-nos ao CPPC neste triste momento para homenagear o dedicado dirigente e histórico ativista. Transmitimos também nossas sinceras condolências à família e aos amigos dele que foi um grande exemplo de engajamento em uma luta comum a toda a humanidade, por justiça e por paz.

    Por isso, estendemos nossa manifestação solidária e de pesar a todo o povo português na perda deste grande exemplo de ativismo, mas com a certeza de que sua herança continuará enriquecendo a luta dos portugueses e dos povos amantes da paz por justiça e contra a guerra.

    Pela solidariedade entre os povos, na luta pela paz!

    Saudações fraternais,

    Socorro Gomes
    Presidenta do Cebrapaz

  • "É com profundo pesar que recebemos a notícia do falecimento do companheiro Silas Cerqueira, membro da Presidência do Conselho Português para a Paz e Cooperação. E um dos seus líderes históricos.

    Silas Cerqueira dedicou toda a sua vida à luta por um mundo de paz e justiça social, um verdadeiro patriota e um internacionalista genuíno. Foi figura destacada no movimento de solidariedade com os povos de África e do Médio Oriente. O camarada Silas Cerqueira homem modesto, mas comprometido com a justa causa dos povos, preso devido aos seus ideais e aos seus valores, manteve-se fiel a eles. O Conselho Mundial da Paz “perde” um dos seus filhos brilhantes, vários líderes do CMP recordam a participação de Silas Cerqueira em reuniões e congressos. Enquanto membro fundador do CMP, Silas Cerqueira contribuiu de forma decisiva para o fortalecimento do CMP na Europa e no mundo.

    Silas Cerqueira será recordado pela gerações vindouras de lutadores da paz em Portugal e no mundo que continuaram a sua luta até à vitória final!

    Em nome do CMP, transmitimos as nossas condolências à sua família e ao CPPC.

    Thanassis Pafilis

    Secretário Geral do CMP"