Outras Notícias

Exposição fotográfica "Refugiados", de Frank Kopperschlager

exposicao fotografica refugiados de frank kopperschlager 1 20180616 1995108508

O CPPC, com o apoio da Associação Re-Criativa República 14 e da Taberna do Armazém do Carmo, promove a exposição fotográfica "Refugiados", de Frank Kopperschlager, que estará patente entre 20 de Junho e 4 de Julho no espaço da associação, em Olhão. A inauguração é às 19 horas do próximo dia 20.

A exposição é composta por 16 fotografias, das ruas de Berlim, onde estavam centenas de refugiados chegados àquele país, abandonados à sua sorte, sem qualquer tipo de apoio do governo. A população alemã começou a apoiar estes refugiados, levando-lhes, tendas, resguardos, roupa, comida, medicamentos, e outros bens de primeira necessidade.

Depois formou-se um movimento de vários grupos de intelectuais e associações recreativas, que procuraram através das artes dar algum "alento" a estas pessoas, enquanto ONGs criavam algumas condições para fornecer alimentação a todos os que lá se encontravam.
Num terceiro momento a população começou a fazer manifestações, bloqueios, concentrações, exigindo das entidades oficiais uma resposta digna para todos aqueles refugiados.
Estas fotografias retratam alguns desses momentos vividos em Berlim.

No Chipre, milhares marcharam pela paz

 no chipre milhares marcharam pela paz 1 20180616 1115287356

O Conselho Português para a Paz e Cooperação, participou, no passado dia 10 de Junho, na Marcha Pancipriota pela Paz organizada pelo Conselho da Paz do Chipre.

A marcha tinha como objectivo a defesa da paz, a denúncia das guerras imperialistas, a recusa da utilização das bases britânicas na ilha para agredir os povos do Médio Oriente, a exigência da retirada de todas as forças militares estrangeiras do Chipre, incluindo as forças de ocupação turcas, o desmantelamento das bases britânicas e a dissolução da NATO. Exigindo paz para o Chipre e o mundo.

Ler mais...

Na Covilhã, centenas de estudantes marcharam pela PAZ!

na covilha centenas de estudantes marcharam pela paz 1 20180610 1813935373

Os alunos do Agrupamento de Escolas Frei Heitor Pinto saíram à rua esta quarta-feira numa Marcha pela Paz. A iniciativa foi promovida por aquele estabelecimento de ensino e contou com o apoio e participação do Conselho Português para a Paz e a Cooperação (CPPC). A acção decorreu em simultâneo nas três escolas que compõem aquele agrupamento: na cidade da Covilhã e nas freguesias de Tortosendo e Paúl. Nos dias que precederam a Marcha, os alunos realizaram diversas actividades escolares relacionadas com o tema da educação para a paz. No final da Marcha, em que também participaram professores e encarregados de educação, foi inaugurado um mural, junto ao edifício – sede do agrupamento escolar, pintado pelos próprios alunos, com mensagens alusivas aos valores da paz, da cooperação, da igualdade, da tolerância e amizade com todos os povos do mundo.

Ler mais...

O CPPC participou na manifestação nacional da CGTP-IN

cppc participou na manifestacao nacional da cgtp in 1 20180616 1831009958

O CPPC participou na manifestação nacional da CGTP-IN realizada no sábado, 9 de Junho, em Lisboa, afirmando a sua oposição à NATO e aos objectivos belicistas da cimeira que esta realiza no próximo mês de Julho em Bruxelas. Os activistas do CPPC recolheram ainda centenas de assinaturas para a petição que exige das autoridades portuguesas a adesão ao Tratado de Proibição de Armas Nucleares.

Lutar pelos Direitos! Lutar pelo direito à Paz!

lutar pelos direitos lutar pelo direito a paz 1 20180607 1430204535

O Conselho Português para a Paz e Cooperação saúda os trabalhadores portugueses e a CGTP-IN na sua luta por uma sociedade mais justa, mais fraterna, mais solidária, que contribua para um mundo de Paz, e associa-se à manifestação nacional que se realiza no próximo dia 9 de Junho, às 15h00, do Campo Pequeno ao Marquês de Pombal, em Lisboa.

O CPPC defende um Portugal de desenvolvimento económico, de progresso e a justiça social, que assegure os direitos e o bem-estar de todos os portugueses, só possível com uma política que efectivamente sirva este objectivo e que garanta a soberania e a independência nacional – como consagra o projecto de desenvolvimento inscrito na Constituição da República Portuguesa.

Informamos que o ponto de encontro, dos que queiram participar na manifestação junto do pano do CPPC, será frente à entrada principal do espaço comercial do Campo Pequeno, a partir das 15h00.

O CPPC recolherá durante a manifestação assinaturas para a petição visando a adesão de Portugal ao Tratado de Proibição de Armas Nucleares, e divulgará a campanha "Sim à Paz! Não à NATO!".

Participe!