Outras Notícias

Cultura

  • CORAL ALENTEJANO DA CASA DA CULTURA DA AJUDA participa no CONCERTO PELA PAZ

    concerto pela paz lisboa artistas 2 20200310 1031332565

    4 DE ABRIL - 15H30 - FÓRUM LISBOA - Entrada Livre

    O Coral Alentejano da Casa da Cultura da Ajuda, foi criado no final de 2016, por iniciativa da vogal da Junta de Freguesia Marina Costa Penedo que detém o pelouro da cultura. Começou os ensaios em Outubro do mesmo ano. Constituído por 26 elementos, é um grupo coral alentejano misto com 14 mulheres e 12 homens.
    Com uma maioria de cantores e cantadeiras naturais do Alentejo, mantém fortes raízes à terra mãe. É um grupo polifónico que se dedica ao "cante" tradicional, à defesa do património cultural alentejano e ainda ao estudo da presença dos Alentejanos na Ajuda.
    Sendo incomensurável o amor pelo Alentejo de todo o grupo, a forma de o expressar é cantando, defendendo e consolidando esta grade conquista, que é, o Cante Alentejano, Património Imaterial da Humanidade.
    Continuamos o “Cante e a Moda” na Capital não esquecendo as suas origens, preservando as tradições culturais e respeitando o Cancioneiro Popular Alentejano.

    A Comunidade de Alentejanos, muitos Ajudenses de diversos pontos do Alentejo e da Autarquia, acarinham este Grupo, zelador da sua cultura e sedento por colaborar na divulgação deste seu património, que é o cante alentejano.

    Ensaiador: José Fernandes
    Adjunto e Cabo do Grupo: Jorge
    Pontos: Helena Santos, Manuel Vieira, Mariana Alves, Maria do Carmo
    Altos: António Vieira, Jorge e Fernanda Vieira
    Grupo: Mariana Mendonça, Mariana Alves, Maria Noronha, Célio Pereira, Laurinda Carneiro, Ilda Nobre, Luísa Lopes, Lurdes Figueiredo, Graciela França, Joana Reis, Odete Sousa, Maria Matos, Eduardo Fraga, Armindo Rebelo, Aníbal Alves, António Vieira, Carlos Bernardo e Manuel Perpétuo

  • Debate | Os Caminhos da Arte sob a Ditadura Fascista | Faro

    debate em faro os caminhos da arte sob a ditadura fascista 1 20190410 1135118057

  • Defesa e promoção da Paz no Algarve

    defesa e promocao da paz no algarve 1 20180516 1353736307

    O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) promoveu, em parceria com diversas entidades, um diversificado programa de ações de educação para a paz e de cultura da paz, no Algarve, durante os dias 9 e 10 de Maio, envolvendo centenas de pessoas, em que participaram Ilda Figueiredo, presidente da direcção do CPPC, Sofia Costa do núcleo local do CPPC e Isa Martins do SPZS.

    As iniciativas incluíram, na área da educação para a paz, debates com jovens e professores da Escola Secundária Dr.ª Laura Ayres, em Quarteira, da Escola Secundária de Loulé e da Escola Secundária Tomás Cabreira, em Faro e com pais e encarregados de educação, na Casa da 1.ª Infância, em Loulé.

  • Dia Internacional do Desporto para o Desenvolvimento e a Paz

    dia internacional do desporto para o desenvolvimento e a paz 1 20190403 1841677140

    Convidamos todos a participar nas comemorações do Dia Internacional do Desporto para o Desenvolvimento e a Paz, que têm lugar no dia 6 de abril, a partir das 9 horas, no Pavilhão Municipal do Alto do Moinho, no Seixal.

    A iniciativa, realizada em parceria entre o Conselho Português para a Paz e Cooperação e a Câmara Municipal do Seixal, no âmbito do Movimento Municípios pela Paz, contempla um torneio de corfebol que será seguido do colóquio "O Desporto e a Paz", com a participação do presidente do Comité Olímpico de Portugal.

  • Educação para a Paz - Vila Nova de Gaia

    educacao para a paz vila nova de gaia 1 20190408 1575961353

    Em Vila Nova de Gaia, integrado no programa de Educação para a Paz, que o CPPC está a promover em colaboração com a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia e as escolas que aderiram, professores e alunos organizaram trabalhos sobre a Paz que esta semana estão expostos nas sedes de alguns agrupamentos de escolas.

    No agrupamento de Escolas Soares dos Reis decorreu ontem, dia 3 de Abril, uma sessão pública com música e poesia que os alunos apresentaram e uma palestra em que interveio a diretora do agrupamento Maria Manuela Vieira Machado e a presidente da Direção Nacional do CPPC, Ilda Figueiredo.

    Nos trabalhos dos alunos, na música e na poesia, a defesa da paz são os denominadores comuns, contrapondo-os à guerra e às tragédias que provoca de destruição, sofrimento e morte. Ilda Figueiredo saudou estes importante contributos para a educação para a paz e para a construção de um mundo com justiça, progresso social e paz, a via necessária para garantir a possibilidade de serem felizes.

    Foram também distribuídos documentos do CPPC.

  • EL SUR participam no CONCERTO PELA PAZ

    concerto pela paz lisboa artistas 3 20200310 1133275492

    4 DE ABRIL - 15H30 - FÓRUM LISBOA - Entrada Livre

    O sul é muito mais do que uma coordenada, é uma condição e um modo de vida, é compreender que quando olhamos para baixo, estamos é a olhar para cima.

    A América Latina será a suprema contradição?
    Recolhe de todos os cantos do mundo pedaços de identidade: o mediterrâneo, o negro, o azul e o vermelho. Retoma sempre que pode a sua própria génese, as suas cores terra e os seus sabores intensos, o seu afã de liberdade e esperança.

    É aqui que mergulha o projecto português "el Sur". Na força de um continente e no génio dos seus autores, na fronteira entre o Pacífico e o Atlântico. O sul é muito mais do que uma coordenada, é uma condição e um modo de vida, é compreender que quando olhamos para baixo, estamos é a olhar para cima, para o urgente tempo que se aproxima e que nos mudará para sempre.

    Lançaram recentemente o álbum “Todas as Sombras”.

  • El Sur, em solidariedade com o povo Saarauí | Duerme Negrito

     el sur em solidariedade com o povo saaraui 1 20201006 1014992859
     
    Divulgamos vídeo realizado pelos El Sur, em solidariedade com o povo Saarauí, dedicado às crianças do Saara Ocidental.
    Este vídeo surge do contacto do CPPC com vários artistas para que expressem a sua solidariedade com a causa saarauí.
  • El Sur, em solidariedade com o Povo Saarauí | Rodamundos Marcha do Intendente

     el sur em solidariedade com o povo saaraui 1 20201007 1528972901
    Divulgamos vídeo realizado pelos, El Sur, em solidariedade com o povo Saarauí, dedicado às crianças do Saara Ocidental.
    Este vídeo surge do contacto do CPPC com vários artistas para que expressem a sua solidariedade com a causa saarauí.
  • Encontro Intercultural Saberes e Sabores

    encontro intercultural saberes e sabores 1 20190408 1641576981

    O CPPC estará presente no Encontro Intercultural Saberes e Sabores, promovido pela Câmara Municipal do Seixal.

    A 12.ª edição deste encontro realiza-se de 3 a 7 de abril, no Pavilhão Municipal do Alto do Moinho. O evento que promove a interculturalidade e a troca de experiências conta com a participação de 15 países.

    Uma viagem pela gastronomia, artesanato, literatura e outras expressões culturais, durante a qual os visitantes vão descobrir os saberes e os sabores de vários continentes. Motivos de interesse não faltam para visitar a feira intercultural.

    Para além do CPPC estar presente com uma banca, chamamos também a vossa atenção para o colóquio "O Desporto e a Paz", no dia 6 de abril, que assinala o Dia Internacional do Desporto para o Desenvolvimento e a Paz. Uma iniciativa realizada em parceria com o Conselho Português para a Paz e Cooperação, no âmbito do Movimento Municípios pela Paz.

  • Encontro pela Paz

    encontro pela paz 1 20200619 1492053694

     

    Recentemente, realizou-se no salão nobre da Câmara Municipal de Setúbal uma conferência de imprensa que divulgou a nova data do próximo Encontro pela Paz - 5 de junho de 2021.

    O adiamento deveu-se à crise sanitária provocada pelo coronavírus. Mas mantém-se tudo o que estava previsto para o passado dia 30 de maio.

    O Encontro pela Paz será em Setúbal, em 5 de junho de 2021, promovido por 12 organizações, incluindo o Conselho Português para a Paz e Cooperação, as Câmaras Municipais de Setúbal e de Loures, a Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses - Intersindical Nacional, a Confederação Portuguesa das Colectividades de Cultura, Recreio e Desporto, a Federação Nacional dos Professores, a Juventude Operária Católica, o Movimento Democrático de Mulheres, o Movimento dos Municípios pela Paz, o Movimento pelos Direitos do Povo Palestino e a Paz no Médio Oriente, a Obra Católica Portuguesa de Migrações e a União de Resistentes Anti-Fascistas Portugueses.

    O cartaz e o panfleto foram também já divulgados e vai iniciar-se a sua distribuição.

    Mantém-se o lema "Pela paz , todos não somos demais" e os temas centrais - Paz e Desarmamento, Cultura e Educação para a Paz e Solidariedade e Cooperação.

    Certos de que a causa da Paz sairá mais enriquecida e reforçada em resultado da reflexão e do amplo contributo de todos, apelamos à sua divulgação e ao empenhamento nas diversas iniciativas que, entretanto, se irão realizar por todo o país.

    Eis o vídeo que resume a conferência de imprensa que divulgou a nova data do Encontro pela Paz - 5 de junho de 2021.

    https://youtu.be/Op0nQwhVi4I

  • Encontro pela Paz!

    Divulgamos informação sobre a melhor forma de chegar ao Encontro!

    preparativos do encontro pela paz 1 20181020 1327778598

  • Encontro pela Paz! Não faltes!

    No Pavilhão Paz e Amizade já se dão os últimos retoques para te receber!

    preparativos do encontro pela paz 3 20181020 2067132398

    preparativos do encontro pela paz 4 20181020 2057099126

    preparativos do encontro pela paz 5 20181020 1617399808

  • Espaço da Paz | Conversa sobre a Arte e a Paz | Vila Nova de Gaia

    espaco da paz conversa sobre a arte e a paz vila nova de gaia 1 20200310 1881209023

    No Espaço Paz, em V.N. de Gaia, o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), em colaboração com outras entidades, vai iniciar um conjunto de Conversas sobre a Paz.

    A primeira será no dia 17 de março, pelas 18 h, em colaboração com a Cooperativa Cultural - Artistas de Gaia e terá a participação de Mário Augusto, jornalista especialista em cinema,de Agostinho Santos, jornalista, pintor e diretor da Bienal de Gaia e de Vítor Pinto Basto, jornalista e escritor.

    A conversa é aberta a todos os interessados.

  • Exposição | Artistas pela Paz | Faro

    exposicao artistas pela paz faro 1 20190911 1066037171

  • Exposição | Artistas pela Paz | Faro

     artistas pela paz universidade do algarve 1 20190921 1470603371

    Inauguração, no passado dia 1 de Setembro, da exposição “Artistas pela Paz” no átrio da reitoria da Universidade do Algarve.

    Na Universidade do Algarve (UAlg) a exposição “Artistas pela Paz”, que resulta de um projecto entre CPPC e a Peace and Art Society, contou com a parceria da Ualg e da sua biblioteca. A inauguração contou com a presença do vice reitor da Ualg Saúl de Jesus, a directora da biblioteca Dra. Salomé d`Horta, Elidia Dias da PAS e Sofia Costa do CPPC.

    A 21 de Setembro, Dia Internacional da Paz, a exposição será inaugurada, numa parceria com o Município de Loulé, em Quarteira onde estará patente ao público na Galeria da Praça do Mar, até o dia 19 de Outubro.

  • Exposição | Artistas pela Paz | Lagoa

    exposicao artistas pela paz 1 20190711 1571079405

  • Exposição | Artistas pela Paz | Quarteira

    exposicao artistas pela paz quarteira 1 20190921 1951544760

  • Exposição Artistas pela Paz

    artistas pela paz 3 20180924 1787357130

    Assinalando o Dia Internacional da Paz, a Câmara Municipal de Silves apresenta no edifício dos Paços do Concelho, de 21 de setembro a 19 de outubro, a exposição “Artistas pela Paz”. De entrada livre, a iniciativa é coorganizada com o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) e com a PAS – Peace and Art Society.

    São mais de duas dezenas os artistas que se associaram a esta mostra com trabalhos que, através da pintura, técnica mista e o desenho, tiveram como inspiração esta efeméride, proclamada pela ONU em 1981, que pretende sensibilizar as pessoas para a promoção de ações que tenham como resultado o fim dos conflitos entre povos e a paz mundial.

    De referir que a exposição coletiva “Artistas pela Paz” tem a sua inauguração marcada para o próximo dia 21 de setembro, pelas 15h00.

  • Exposição de Artes plásticas | Pela Paz, contra as Armas Nucleares | Aljezur

    exposicao de artes plasticas pela paz contra as armas nucleares aljezur 1 20200211 1029648088

    Continuando o trabalho promovido pelo Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) na região do Algarve, nomeadamente nas áreas da educação e cultura para a paz, irá estar patente, de 21 de Fevereiro a 14 de Março, na Galeria Espaço+, do Município de Aljezur, uma exposição de artes plásticas, sob o lema "PELA PAZ, CONTRA AS ARMAS NUCLEARES", numa parceria do CPPC, com a Peace and Art Society e o Município de Aljezur.

    75 anos depois do holocausto de Hiroxima e Nagasaki, em 1945, quando, os Estados Unidos da América lançaram duas bombas atómicas sobre as populações dessas duas cidades japonesas, causando centenas de milhares de mortos e efeitos que até hoje perduram, houve grande desenvolvimento do armamento nuclear e apenas um por cento das ogivas nucleares actuais chegaria para destruir a civilização humana.

    O desarmamento nuclear global é uma questão central na defesa da paz, para a sobrevivência da própria espécie humana e da manutenção da vida sobre a Terra como hoje a conhecemos.

  • Exposição fotográfica "Refugiados", de Frank Kopperschlager

    exposicao fotografica refugiados de frank kopperschlager 1 20180616 1995108508

    O CPPC, com o apoio da Associação Re-Criativa República 14 e da Taberna do Armazém do Carmo, promove a exposição fotográfica "Refugiados", de Frank Kopperschlager, que estará patente entre 20 de Junho e 4 de Julho no espaço da associação, em Olhão. A inauguração é às 19 horas do próximo dia 20.

    A exposição é composta por 16 fotografias, das ruas de Berlim, onde estavam centenas de refugiados chegados àquele país, abandonados à sua sorte, sem qualquer tipo de apoio do governo. A população alemã começou a apoiar estes refugiados, levando-lhes, tendas, resguardos, roupa, comida, medicamentos, e outros bens de primeira necessidade.

    Depois formou-se um movimento de vários grupos de intelectuais e associações recreativas, que procuraram através das artes dar algum "alento" a estas pessoas, enquanto ONGs criavam algumas condições para fornecer alimentação a todos os que lá se encontravam.
    Num terceiro momento a população começou a fazer manifestações, bloqueios, concentrações, exigindo das entidades oficiais uma resposta digna para todos aqueles refugiados.
    Estas fotografias retratam alguns desses momentos vividos em Berlim.