Outras Notícias

O CPPC condena com veemência a morte de mais de duas dezenas de pessoas, na maioria crianças e jovens, em Manchester, à saída de um concerto. Este atentado terrorista - a somar-se a tantos outros perpetrados em países europeus e, particularmente na Síria, Iraque, Iémen, Líbia, Nigéria e Somália -, constitui um brutal crime cometido contra inocentes, a merecer o mais profundo e frontal repúdio.

Mas a ter-se tratado efectivamente de um atentado cometido pelo auto-proclamado Estado Islâmico ou em seu nome, o crime responsabiliza também todos quantos fomentam, treinam, armam e financiam os grupos terroristas na Síria, no Iraque ou na Líbia, em nome de interesses geoestratégicos dos EUA, UE, NATO e seus aliados regionais. Não é, por exemplo, vendendo mais armas à Arábia Saudita - principal apoiante do Estado Islâmico na Síria -, como recentemente fizeram os EUA, que se combate o terrorismo, na Síria, na Europa ou seja onde for.