Outras Notícias

 dia internacional da paz soure 1 20180926 1361530435

No dia 21 de Setembro a Câmara Municipal de Soure decidiu assinalar o Dia Internacional da Paz, tal como foi decidido pelo Movimento dos Municípios pela Paz de que faz parte.

No átrio foi inaugurada a exposição "Pela paz, pela segurança, pelo futuro da Humanidade!" que chama a atenção para a luta contra as armas nucleares e a campanha pela assinatura e ratificação do Tratado contra as armas nucleares, que foi cedida pelo Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), e que poderá seguir para as escolas do concelho.

Seguiu-se a sessão evocativa do Dia Internacional da Paz, que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho, onde o presidente da Câmara Municipal de Soure, Dr. Mário Jorge Nunes deu a conhecer os princípios do Movimento dos Municípios pela Paz a que o município aderiu, dando conta do seu empenhamento na defesa da paz e da solidariedade. Por sua vez, da Câmara Municipal do Seixal chegou a primeira bandeira daquele Movimento que foi içada num dos mastros do edifício dos Paços do Concelho de Soure.

Em nome do CPPC, a presidente da Direção Nacional do CPPC, Ilda Figueiredo, reafirmou o seu compromisso de sempre de agir com todos quantos, na sua acção quotidiana, defendem os valores da paz, do desarmamento, do respeito pela soberania dos Estados e dos povos e a solidariedade com todos os que, por esse mundo fora, se batem pelo respeito do direito a decidir livremente do seu próprio futuro e pelo progresso social.

Referiu-se também à situação internacional, marcada por imensos riscos para a paz e segurança mundial, o que coloca a necessidade de uma ampla convergência de vontades em defesa da paz, pelo desanuviamento das relações internacionais, pelo respeito da soberania dos povos e da independência dos Estados, conforme preconizado na Carta das Nações Unidas e no direito internacional, pelo progresso, pela solidariedade, pela rejeição das guerras de agressão, pelo fim da corrida aos armamentos, pela abolição das armas nucleares, pelo encerramento das bases militares estrangeiras, pelo fim dos blocos político-militares, pelo fim da política de chantagem, de ingerência, de bloqueios e de sanções nas relações internacionais.
Ilda Figueiredo deu particular destaque à realização, a 20 de Outubro, em Loures, do Encontro pela Paz, promovido por diversas organizações e movimentos, incluindo o CPPC e o Movimento dos Municípios pela Paz, visando a ampliação do movimento da paz em Portugal, o que representa um contributo para o esforço do desenvolvimento de um amplo movimento da paz ao nível mundial, tendo apelado à participação de todos nesse Encontro.

O Presidente da Câmara de Soure e alguns outros eleitos da autarquia afirmaram que se vão empenhar na mobilização para o Encontro pela Paz onde esperam ir participar.