Outras Notícias

educacao para a paz algarve 1 20191104 1961599923Nos dias 30 e 31 de outubro realizaram-se, no Algarve, importantes iniciativas do CPPC na área da educação para a paz, com debates muito participados em duas escolas de Faro (ES Tomás Cabreira e EB23 dr. Joaquim de Magalhães) e ES de Loulé onde se conversou com alunos e professores sobre a importância da luta pela paz, explicando os objetivos do CPPC e os seus princípios baseados no artigo 7º da Constituição da República Portuguesa.


Foram dados alguns exemplos antigos e atuais, incluindo a importância da revolução de Abril, a luta contra o fascismo, o colonialismo e o nazi-fascismo, a defesa do desarmamento nuclear e das alternativas à guerra e ao militarismo, dando particular importância à cooperação e à solidariedade na defesa do direito soberano dos povos escolherem o seu caminho de progresso social e de paz.

Na Escola Secundária de Loulé foi dada particular atenção ao projeto que ali desenvolveram sobre os crimes do nazismo que incluiu a deslocação de alunos a um campo de concentração, na Áustria, onde portugueses, incluindo louletanos, foram vítimas de trabalhos forçados e lá morreram.

Foi também realizada uma iniciativa cultural na galeria da Porta do Nascente, em Faro, onde o debate, a pintura e a poesia marcaram presença na defesa da paz.

Realizaram-se também reuniões com câmaras municipais de Silves, Lagoa e Loulé visando a preparação de novas iniciativas para 2020. Em Lagoa, foi assinado um protocolo de colaboração entre a respetiva câmara municipal e o CPPC.

Participaram, pelo CPPC, Ilda Figueiredo, presidente da DN do CPPC, Sofia Costa, membro do núcleo do CPPC no Algarve, e Isa Martins, dirigente do Sindicato dos Professores da Zona Sul.