Outras Notícias

Dezenas de organizações portuguesas associaram-se em torno da campanha que o Conselho Português para a Paz e Cooperação lançou a 26 de Setembro de 2017 visando a adesão de Portugal ao Tratado de Proibição de Armas Nucleares. Este tratado foi aprovado em Julho de 2017 por 122 países participantes numa conferência das Nações Unidas realizada especificamente para o efeito. O lançamento da campanha foi, simbolicamente, no dia em que a ONU assinala o Dia Internacional para a Eliminação Total das Armas Nucleares e apenas seis dias após o Tratado ter sido colocado à subscrição e ratificação por parte dos Estados.

Da campanha faz parte uma petição na qual se expressa a exigência da eliminação das armas nucleares e da sua não proliferação, se manifesta a satisfação pela adopção do Tratado e se reclama das autoridades portuguesas a sua assinatura e ratificação, em respeito pelo consagrado no artigo 7.º da Constituição da República, que preconiza o «desarmamento geral, simultâneo e controlado».

A petição pode ser assinada aqui: http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=nao-armas-nucleares

As organizações que, até o momento, se associaram em torno da campanha pela adesão de Portugal ao Tratado de Proibição de Armas Nucleares.:

A Voz do Operário

Associação Água Pública

Associação Conquistas da Revolução

Associação de Amizade Portugal – Cuba

Associação Intervenção Democrática

Associação Os Pioneiros de Portugal

Associação Portuguesa de Amizade e Cooperação Iúri Gagárin

Associação Portuguesa de Juristas Democratas

Clube Estefânia

Companhia de Dança de Almada

Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses – Intersindical Nacional

Confederação Nacional de Reformados, Pensionistas e Idosos

Confederação Portuguesa das Colectividades de Cultura, Recreio e Desporto

Confederação Portuguesa de Quadros Técnicos e Científicos

Coordenadora das Comissões de Trabalhadores da Região de Lisboa

Conselho Português para a Paz e Cooperação

Ecolojovem – Os Verdes

Federação dos Sindicatos da Agricultura, Alimentação, Bebidas, Hotelaria e Turismo de Portugal

Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações

Federação Intersindical das Indústrias Metalúrgicas, Químicas, Eléctricas, Farmacêutica, Celulose, Papel, Gráfica, Imprensa, Energia e Minas

Federação Nacional dos Professores

Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais

Federação Portuguesa dos Sindicatos da Construção, Cerâmica e Vidro

Federação Portuguesa dos Sindicatos de Comércio, Escritórios e Serviços

Frente Anti-Racista

Inter-Reformados / CGTP-IN

Interjovem / CGTP-IN

Juventude Comunista Portuguesa

Juventude Operária Católica

Movimento de Trabalhadores Cristãos

Movimento Democrático das Mulheres

Organização dos Trabalhadores Científicos

Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos

Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local e Regional, Empresas Públicas, Concessionárias e Afins

União de Resistentes Antifascistas Portugueses

União dos Sindicatos de Aveiro

União dos Sindicatos de Braga

União dos Sindicatos de Castelo Branco

União dos Sindicatos de Coimbra

União dos Sindicatos do Algarve

União dos Sindicatos de Évora

União dos Sindicatos de Lisboa

União dos Sindicatos de Leiria

União dos Sindicatos do Norte Alentejano

União dos Sindicatos do Porto