Outras Notícias

 

O Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC) reafirma o seu apoio ao povo venezuelano e à Revolução Bolivariana, a exemplo do que tem feito ao longo dos anos, designadamente quando as forças reaccionárias pretendem, através de uma violenta campanha anti-democrática, pôr em causa as escolhas do povo venezuelano e os seus dirigentes democraticamente eleitos.

Assim, além de estar empenhado, em conjunto com outras organizações, na realização de acções de solidariedade com a Revolução Bolivariana, o CPPC torna clara a sua firme condenação da recente tentativa de golpe de Estado contra o Governo da Venezuela e o seu legítimo Presidente, Nicolás Maduro, bem como das manobras de desestabilização política, económica e mediática levadas a cabo pelas forças reaccionárias venezuelanas com apoios estrangeiros.

Tal como aconteceu outrora na Venezuela, com o golpe de 2002 contra o Presidente Hugo Chavez Frias, e em outros países da América Latina, designadamente no Chile em 1973, esta nova tentativa golpista culmina toda uma orquestrada e violenta campanha anti-democrática sempre acompanhada da manipulação da informação no plano internacional, utilizando métodos e processos bem conhecidos da ingerência e agressão que têm a marca e o apoio dos EUA, visando pôr em causa a soberania e a independência da República Bolivariana da Venezuela, o percurso emancipador da Revolução Bolivariana e as suas conquistas democráticas e sociais.

O CPPC condena, quer estas tentativas golpistas contra o Governo constitucional da Venezuela, quer a ingerência dos EUA na Venezuela, e reafirma a sua confiança no povo Venezuelano na defesa do seu direito a decidir do seu futuro.

O CPPC apela à solidariedade com o povo venezuelano, e à sua luta em defesa da Revolução Bolivariana, assim como com o Governo da República Bolivariana da Venezuela e o Presidente, Nicolás Maduro, reafirmando que continuará a desenvolver todos os esforços para que os amantes da Paz se juntem às acções de solidariedade que apoia.

- Lisboa, dia 5 de Fevereiro - 18h30 - Casa do Alentejo
- Coimbra, dia 5 de Fevereiro - 21h30 - Ateneu de Coimbra
- Porto, dia 6 de Fevereiro - 18h00 - Universidade Popular do Porto

DN do CPPC
2 de Março de 2015