Outras Notícias

O Conselho Português para a Paz e Cooperação que se associou à iniciativa internacional pela retirada imediata da ordem executiva contra a Venezuela, apelando à subscrição do texto "Obama, a Venezuela não é uma ameaça", divulga abaixo um conjunto de personalidades portuguesas, que apoiam esta iniciativa.

O conjunto das assinaturas recolhidas em todo o mundo será apresentado durante a Cimeira das Américas que decorre na cidade do Panamá a 10 e 11 de Abril.

Reafirmando a sua Solidariedade com a Revolução Bolivariana o CPPC recorda ainda a iniciativa que decorrerá hoje na Casa da Paz (Rua Rodrigo da Fonseca, 56 -2º - Lisboa), pelas 18h, com a projecção do documentário "Um Golpe e uma Carta".

"OBAMA, A VENEZUELA NÃO É UMA AMEAÇA

PELA RETIRADA IMEDIATA DA ORDEM EXECUTIVA CONTRA A VENEZUELA

Nós, amantes da paz, dirigimos um apelo ao governo dos EUA para que assuma as suas obrigações internacionais, no respeito pela autodeterminação dos povos e ao direito destes decidirem livremente o seu caminho.

No dia 9 de Março fomos surpreendidos pela Ordem Executiva emitida pelo presidente Obama através da qual “declara uma emergência nacional perante a ameaça inusual e extraordinária para a segurança nacional e a política externa dos Estados Unidos representada pela situação na Venezuela.”

Esta declaração é ainda mais surpreendente ao ser feita dois dias após a União de Nações do Sul (UNASUR), órgão de integração regional, ter estado na Venezuela e reunido com todos os poderes públicos deste país, reunido com vários representantes dos diversos partidos da oposição, o que representou um apoio à democracia venezuelana e às eleições parlamentares previstas para o final do ano.

Destacamos, ainda, que a presença do Secretário Geral da UNASUR e dos ministros dos negócios estrangeiros do Equador, da Colômbia, do Brasil e do Uruguai, aconteceu por iniciativa do próprio Presidente da República Bolivariana da Venezuela, que desde o início do ano pediu a participação deste organismo para que facilite o diálogo com o governo dos EUA.

Nem as sanções, nem os bloqueios, nem as agressões armadas são caminhos para um diálogo verdadeiro. A história já demonstrou, como o admitiu o governo de Obama, no passado dia 17 de Dezembro em relação a Cuba, que essas são políticas ineficientes e que só prejudicam os povos.

Nós, amantes da PAZ e acérrimos inimigos da GUERRA, opomo-nos a estas acções e apelamos a que o Presidente Barack Obama retire a Ordem Executiva contra a Venezuela e normalize as relações diplomáticas com o governo, legitimamente eleito, do Presidente Nicolás Maduro, com base no respeito mútuo e no princípio da não ingerência nos assuntos internos de outros países."

‪#‎ObamaDerogaElDecretoYa‬

Subscrevem:

Alfredo Maia - Jornalista

Ana Amaral - Dirigente Sindical

André Albuquerque - Actor

António Cartaxo - Musicólogo

António Sousa Dias - Compositor e professor universitário

Arménio Carlos - Secretário Geral da CGTP-IN

Augusto Fidalgo - Presidente da Associação Amizade Portugal Cuba

Augusto Praça - Secretário de Relações Internacionais da CGTP-IN

Avelãs Nunes - Professor universitário e presidente da mesa da Assembleia da Paz do CPPC

Bernardino Soares - Presidente da Câmara Municipal de Loures

Bruno Cabral - Realizador

Carlos Silva Santos - Médico

Deolinda Machado - Sindicalista

Domingos Lobo - Escritor

Fausto Neves - Pianista, professor

Fernanda Lapa - Actriz

Helena Rato - Investigadora e professora universitária

Ilda Figueiredo - Presidente da DN do CPPC, economista

Joana Espaím - Professora Universitária

Joana Manuel - Actriz

João Proença - Presidente da Casa do Alentejo

João San Payo - Músico

José Manuel Jara - Médico

José Robert - Maestro

José Viale Moutinho - Escritor

Libério Domingues - Coordenador da União dos Sindicatos de Lisboa

Luís Futre - Produtor Musical

Luísa Ortigoso - Actriz

Manuel Figueiredo - Presidente d' “A Voz do Operário”

Manuel Loff - Historiador e professor universitário

Maria Anadon - Cantora

Mário Pádua - Médico

Modesto Navarro - Escritor

Pedro Frias - Dirigente Sindical

Rita Cruz - Cantora e actriz

Rita Lello - Actriz

Rita Pinho - Cantora

Rui Alves - Músico

Sara Vargas - Produtora Musical

Sebastião Santana - Médico

Tiago Santos - Músico